Posts Tagged ‘Tancredo Neves’

Exposição apresenta aos mineiros trajetória política de Tancredo Neves

agosto 19, 2010

A exposição reproduz fielmente o conteúdo do Memorial Tancredo Neves, localizado em São João Del Rei. Foto Rodrigo Lima/Nitro

A trajetória política do ex-presidente Tancredo Neves pode ser relembrada pelos mineiros em uma verdadeira viagem no tempo e na vida de um dos mais importantes políticos de Minas. A exposição Centenário Tancredo Neves, em cartaz até 30 de setembro no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, reconta capítulos da história do Brasil que tiveram a participação do político mineiro. A entrada é franca.

Com uma linguagem contemporânea, a exposição está instalada nas galerias Genesco Murta e Arlinda Corrêa Lima. Dividida em sete fases, a mostra apresenta a trajetória política de Tancredo Neves desde a entrada na vida pública, como vereador em São João del Rei, até a  internação na véspera da posse na Presidência da República e sua morte em 21 de abril de 1985. A história de Tancredo é apresentada em filmes, fotografias, livros e jornais da época. Também mostra objetos pessoais e cartas – uma delas enviada pelo Papa Jo após a morte de Tancredo.

Na fase “O Caminho”, a carreira política de Tancredo Neves é resumida, contemplando os principais cargos que ocupou e uma cronologia que situa seus passos ao longo da história do país. Uma grande bancada abriga documentos de diferentes etapas de sua vida pública. Um oratório reúne as cartas trocadas entre Tancredo e o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Imagens das “Diretas Já” emocionam quem acompanhou momento tão importante na vida política do país.

Outra fase é reservada a uma instalação que mostra a surpresa, agonia e dor coletiva que marcaram o dia antes da posse à Presidência, a internação e morte de Tancredo. Projeções na parede mostram a comoção popular, a cobertura televisiva e a transição política no país. Na fase “Lavra de Ideias” está disponível a máscara mortuária de Tancredo protegida por uma piscina de água que reflete suas palavras e pensamentos projetados pelas paredes da sala.

Referência de valores

A solenidade de abertura da exposição, nesta quarta-feira, dia 18, contou com a presença do governador Antonio Anastasia e do ex-governador Aécio Neves. Antonio Anastasia destacou que Tancredo é referência de homem público aos brasileiros.

“Tancredo Neves é o único brasileiro que foi vereador, deputado estadual, deputado federal, senador, ministro de Estado, primeiro ministro, governador, presidente da República. É uma trajetória ímpar. Nós mineiros somos honrados de tê-lo como um grande mineiro”, afirmou.

O jornalista Mauro Santayana, que trabalhou por muitos anos com o ex-presidente, disse que uma das principais heranças de Tancredo Neves foi a transformação democrática do país ao derrubar a ditadura militar com o apoio maciço da população. Mauro Santayana também destacou a vocação política da família que hoje tem como maior representante o ex-governador Aécio Neves. “Ele é um homem jovem, tem um grande futuro e esse futuro será dedicado ao país”, declarou.

O curador da exposição, Marcello Dantas, explicou que os mineiros terão a oportunidade relembrar 100 anos de história do país. “A exposição tem um sentido histórico de 100 anos de Tancredo, mas 25 anos do momento chave do Brasil, as Diretas, a eleição no Congresso e a morte do Tancredo. Tem um marco muito forte na memória dos mineiros. Ele semeou a democracia no Brasil. Foi o homem que guiou a travessia de uma era de trevas, de ditadura, para uma era de pleno exercício democrático”, disse.

Exposição Centenário Tancredo Neves

Local: Palácio das Artes fica na Avenida Afonso Pena, 1.537 – Centro.

Horário: Até 30 de setembro – Terça a sábado, de 9h30 às 21h; e aos domingos, de 16h às 21h.

Entrada gratuita

Anúncios

Anastasia preside solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência em Ouro Preto

abril 20, 2010

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, presidirá, nesta quarta-feira, dia 21, em Ouro Preto, às 10 horas, a solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência a 279 pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do Estado e do país. A cerimônia marca o encerramento das comemorações da Semana da Inconfidência quando a histórica Ouro Preto celebra a Liberdade e, neste ano, homenageia o centenário do ex-presidente Tancredo Neves. A oradora oficial será a ministra do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia Antunes Rocha.

Maior comenda concedida pelo Estado, a Medalha da Inconfidência é entregue desde 1952, com três designações: Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. Além do Grande Colar concedido a chefes de Estado. Entre os agraciados estão ministros de Estado, parlamentares, artistas, professores e profissionais liberais que prestaram serviços relevantes para Minas Gerais e o Brasil.

Dedicação ao São Francisco
Três comandantes de embarcações que navegam no rio São Francisco receberão a Medalha da Inconfidência, nesta quarta-feira, em reconhecimento a mais de três décadas de trabalho transportando pessoas, alimentos e mercadorias. São eles: Cassiano José de Castro, Manuel Mariano da Cunha e Pedro Freitas Feitosa.

O comandante Cassiano José de Castro, hoje com 81 anos, aposentado, foi o primeiro a chegar ao Benjamim Guimarães. Começou como auxiliar de piloto em 1958, depois de ter se mudado de Cachoeira, na Bahia, onde nasceu, para a cidade de Pirapora. Ele trabalhou na embarcação durante 31 anos ininterruptos, entre 1946 e 1989, pouco antes de o Benjamin Guimarães ser desativado.

O comandante Manuel Mariano da Cunha, amigo e vizinho de Cassiano, ainda está na ativa. É o comandante de honra do Benjamim Guimarães desde 2004. Ao seu lado está o comandante de bordo, Pedro Freitas Feitosa, responsável pelos passeios que os turistas fazem pelo trecho navegável do São Francisco, partindo de Pirapora.

Na solenidade, Manuel Mariano da Cunha representará os três comandantes. Último vapor movido à lenha no mundo, o Benjamim Guimarães foi construído, em 1913. Tombado pelo patrimônio histórico, está em operação, há seis anos, visitando cinco cidades ribeirinhas, nos 200 quilômetros que percorre entre Pirapora a São Romão.

Exemplo de vida
O professor Alexandro Alves de Lima, homenageado com a Medalha da Inconfidência, é um exemplo de vida para muitos mineiros. Deficiente visual desde que nasceu, ele aprendeu a transcrever livros e textos e fez disso uma motivação profissional. Ele ensina a atividade para outros cegos e também ministra cursos para pessoas interessadas em aprender o sistema braile. Atualmente, trabalha na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, em Belo Horizonte.

Ajuda humanitária
Natural de Montes Claros, o médico nefrologista Luiz Augusto Fernandes da Silva, homenageado com a Medalha da Inconfidência, tem se destacado pela sua atuação humanitária em forças-tarefas internacionais sob o comando das Sociedades Internacional, Latino Americana e Brasileira de Nefrologia e dos Médicos sem Fronteiras. O médico ajudou a socorrer vítimas na República do Kosovo, antiga Iugoslávia, em 2008.

Valorizando a cultura
Morador do Morro do Papagaio, o cantor Cristiano da Silva, mais conhecido como Cris do Morro, será homenageado com a Medalha de Honra por desenvolver projetos que visam à melhoria da qualidade de vida das pessoas. Ele está à frente de programas culturais como o “Vozes do Morro”, “Favela Bela” e “Só Quero Ver o Meu Morro Feliz”.

Confira, abaixo, lista de pessoas que serão agraciadas com a Medalha da Inconfidência

(more…)

PSDB, DEM e PPS divulgam nota dizendo ser tardia homenagem de Dilma a Tancredo

abril 7, 2010

Em nota divulgada nesta quarta-feira, dia 7, em Brasília, os presidentes do PSDB, DEM e PPS afirmam ser tardia a homenagem que Dilma Rousseff fez a Tancredo Neves, nesta terça-feira, em São João del Rei, durante visita ao túmulo do presidente morto em 1985.  Confira nota:

A homenagem de Dilma Rousseff a Tancredo Neves chega com 25 anos de atraso e sem explicações devidas e nunca apresentadas todo esse tempo.

O PT, partido ao qual Dilma Rousseff aderiu recentemente, mas que hoje representa no nível mais alto, negou apoio a Tancredo Neves e ao pacto de transição democrática que sua candidatura presidencial possibilitou.

Intransigente no erro, o PT expulsou seus deputados que entenderam a importância desse pacto para o Brasil e votaram em Tancredo no colégio eleitoral.

Luis Inácio Lula da Silva, numa de suas lamentáveis bravatas oposicionistas, desprezou a proposta de diálogo entre trabalhadores e empresários formulada por Tancredo em sua pregação.

Com a arrogância habitual, nem o PT, nem Dilma Rousseff, nem Lula da Silva jamais se retrataram por suas posições equivocadas e mesquinhas nesse passo decisivo da caminhada do Brasil rumo à democracia.

Da mesma forma, jamais se retrataram da negativa de apoio a outro mineiro ilustre, Itamar Franco, quando lhe coube a missão de resgatar a democracia brasileira dos descaminhos de Collor de Mello – hoje aliado dileto do governo Lula e da candidatura de Dilma Rousseff.

Tardia e mal explicada, a homenagem a Tancredo Neves se reduz a uma encenação com as marcas inconfundíveis da impostura e do oportunismo, presentes em outras passagens da carreira da neo-petista Dilma Rousseff.

Senador Sérgio Guerra (PE) – Presidente Nacional do PSDB
Deputado Rodrigo Maia (RJ) – Presidente Nacional do DEM
Roberto Freire – Presidente Nacional do PPS

Brasília, 07 de abril de 2010

Homenagem a Minas Gerais marca inauguração da Cidade Administrativa

março 4, 2010

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, inaugura, nesta quinta-feira, dia 4, a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. A solenidade acontecerá na praça cívica da Cidade Administrativa, localizada às margens da MG 010, a partir das 11 horas, e será marcada por homenagens aos presidentes Juscelino Kubitschek e Tancredo Neves, e a mineiros que fizeram parte da história do Estado.

A inauguração ocorre na data comemorativa dos 100 anos de nascimento de Tancredo Neves. Estarão presentes governadores de vários estados, deputados federais e estaduais de Minas, o vice-presidente da República José Alencar e os ex-presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, além dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e do Superior Tribunal de Justiça, Francisco César Rocha. Os servidores estaduais e os operários das obras do complexo serão representados por um grupo de trabalhadores convidados.

A solenidade na praça cívica será aberta pelo governador Aécio Neves e terá a participação de um representante de cada um dos 853 municípios mineiros. Será realizado também um ato simbólico em reverência a personalidades de diversas áreas e a cidadãos que participaram de diferentes momentos históricos de Minas.

O auditório principal da Cidade Administrativa tem o nome do Juscelino Kubistchek. Localizado ao lado do Palácio Tiradentes, a edificação tem inscrita na entrada a frase do ex-presidente: “Creio na vitória final e inexorável do Brasil como nação”. No parlatório localizado em frente à nova sede do governo do Estado, está inscrita a frase do ex-presidente Tancredo Neves: “O primeiro compromisso de Minas é com a liberdade”.

Em seguida à abertura, a solenidade oficial ocorrerá sob o vão livre do edifício Tiradentes. Trata-se do maior prédio suspenso do mundo com 147 metros de comprimento e 26 metros de largura. No local, o público presente assistirá ao pronunciamento do governador Aécio Neves.
 
(more…)

Aécio participa de homenagem a Tancredo Neves no Congresso Nacional

março 3, 2010

Foto Wellington Pedro/Imprensa MG

O governador Aécio Neves participou, nesta quarta-feira, dia 3, em Brasília, da sessão solene no Senado Federal de comemoração do centenário de nascimento de Tancredo Neves. Durante seu pronunciamento, o governador destacou que, entre as inúmeras homenagens que estão sendo prestadas a Tancredo Neves, a realizada pelo Congresso Nacional é especial em função da trajetória do ex-presidente como parlamentar.

“Tancredo era genuinamente um democrata. Era também, na sua essência, homem do Parlamento, especialmente atraído pelo debate das ideias e acredito que foi justamente o exaustivo exercício do contraditório que adensou suas crenças na política – e nos caminhos da política – como espaço para o diálogo, o entendimento e a construção dos necessários consensos em torno das grandes causas nacionais”, disse Aécio Neves.

Ao discursar para senadores e deputados que se reuniram para homenagear Tancredo, Aécio Neves relembrou os traços marcantes do ex-presidente, que foram fundamentais na sua trajetória política.  “O traço mais forte de sua personalidade era a busca da conciliação. Ele só entendia a ação do homem público dentro das razões da paz. Mas Tancredo não era apenas conciliador – um ouvinte paciente, um negociador talentoso, ameno no trato e nas palavras. Nas horas difíceis e decisivas da nossa história, sabia acrescentar à cordialidade e à elegância a coragem cívica, quando o que estava em jogo eram os princípios democráticos e o Brasil. Ambos – o conciliador e o defensor intransigente dos princípios que professava – se fundiram em um líder por inteiro”, afirmou.

O governador Aécio Neves também lembrou importantes passagens da vida pública de Tancredo Neves, com as cartas que trocava com o também ex-presidente Juscelino. “Único deputado do PSD de Minas a se abster de votar no Marechal Castelo Branco, acompanhou o presidente Juscelino em seus depoimentos às autoridades militares e na dramática hora do seu embarque ao exílio. Nesses dias, revi algumas cartas e em uma delas, escreveu Juscelino: ’Me lembro que a  sua foi a última mão que apertei antes de deixar o Brasil. A democracia ainda há de voltar ao Brasil por causa de homens como você’, disse o governador, ao citar trecho da carta de JK a Tancredo.

Leia íntegra do pronunciamento de Aécio Neves

Confira:

Aécio exalta coerência do avô e lamenta perda do sentido amplo da conciliação

Parlamentares e governadores homenageiam Tancredo Neves

Serra associa Tancredo à Nova República e diz que é preciso fazer mais e melhor

Tancredo morreu pela democracia, afirma Sarney

Temer lembra espirito agregador de Tancredo

Marconi Perillo: ‘Devemos a democracia a homens como Tancredo’

Inauguração de busto de Tancredo abre homenagens ao político mineiro

Transcrição da entrevista de Aécio Neves

Assista: Vídeo sobre a trajetória de Tancredo Neves

(more…)

Cidade Administrativa: inauguração será no dia 4 de março

janeiro 28, 2010

Foto Wellington Pedro/Imprensa MG

O governador Aécio Neves anunciou, nesta quinta-feira, dia 28, que no dia 13 de fevereiro começa a mudança das secretarias e órgãos estaduais para a Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais. Os primeiros servidores serão transferidos no dia 22 de fevereiro. Ele também confirmou que o complexo de prédios que abrigará toda administração direta do Estado será inaugurado no dia 4 de março, data em que o ex-presidente Tancredo Neves, que dá nome à Cidade, completaria cem anos de nascimento.

“Nesses últimos 60 dias, quando o tempo permitiu, a obra andou numa velocidade extraordinária e me dá condições, hoje, de anunciar o início do processo de transferência da administração pública do Estado de Minas Gerais para a nova Cidade Administrativa”, afirmou, após uma reunião com representantes dos consórcios responsáveis pela obra e com a direção da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig), que gerencia a obra.

(more…)