Posts Tagged ‘Governo de Minas’

Governo Anastasia autoriza uso de terreno do Servas para sede do Grupo Galpão

abril 19, 2011

O prédio será construído de acordo com o conceito de arquitetura sustentável

O governador Antonio Anastasia e a presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Andrea Neves, participaram nesta terça-feira (19), de solenidade que autoriza o uso de parte do terreno onde funciona o Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), pertencente à instituição, para uso do Grupo Galpão, uma das mais importantes companhias de teatro de Minas Gerais e do país. No local, funcionarão a nova sede do grupo e as novas instalações do Galpão Cine Horto – Espaço de Criação, Formação e Memória do Grupo Galpão -, onde serão oferecidas atividades gratuitas para formação de profissionais e de público.

“É uma parceria fundamental, primeiro para lembrar que aqui, no Centro Mineiro de Referência em Resíduos, já temos algo que é muito bonito. Aqui colocamos alunos, pessoas vinculadas à reciclagem, aqueles que antigamente se chamavam catadores, mas são fundamentais em nossa sociedade, que pegam aquilo que era chamado lixo, mas são bens que podem ter uma grande utilidade e uma beleza muito especial, de grande criatividade. É significativo poder conciliar esse espaço com um grupo tão importante da cultura mineira, que é o Grupo Galpão, referência brasileira e até internacional que temos em Minas Gerais”, disse o governador Anastasia.

O governador Antonio Anastasia destacou a importância da parceria com o Grupo Galpão para a formação de profissionais e na geração de empregos de qualidade.

“Além da formação de pessoas e da cidadania, contamos com a qualificação das pessoas e aqui volta o que é a obsessão fundamental de meu governo, a geração de empregos de qualidade. A cultura é uma indústria extremamente poderosa. Temos uma grande potencialidade em tudo que se refere ao conhecimento, à criatividade, à arte, ao empreendedorismo”, afirmou Anastasia.

Prédio verde
A nova sede do Grupo Galpão contará com teatro para 400 lugares, auditório, Centro de Pesquisa e Memória do Teatro, salas de aula, atelier de figurino, alojamento, praça de apresentações de espetáculos de rua, café, loja, além de estacionamento para 90 carros.

O novo espaço cultural será construído de acordo com o conceito de arquitetura sustentável. Com quatro andares, a construção terá sua fachada rodeada por “cortinas verdes”, formada por pequenos arbustos de bambu, que reduzirá a necessidade do uso de ar-condicionado.

O projeto, assinado pelos arquitetos Mariza Machado e Fernando Maculan, também prevê o reaproveitamento de água da chuva e acessibilidade para deficientes físicos. O prédio será construído em área de 2.055 metros quadrados, onde hoje funciona um estacionamento. A área será cedida ao Grupo Galpão por 25 anos.

A presidente do Servas, Andrea Neves, afirmou que a presença do Grupo Galpão ao lado do Centro Mineiro de Referência em Resíduos reforça o compromisso do Governo de Minas com o meio ambiente e o desenvolvimento social, buscando formas inovadoras para lidar com desafios que estão presentes no dia a dia da sociedade brasileira.
“Seremos vizinhos de pessoas que já dividem conosco o mesmo espaço simbólico de existência, espaço da solidariedade e da criatividade”, afirmou.

Ação pioneira no país, o Centro Mineiro de Referência em Resíduos é uma iniciativa do Servas e Governo de Minas, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), e apoio do Sebrae-MG. O centro reúne, desde junho de 2007, atividades com o objetivo de transformar os resíduos em oportunidades de trabalho e renda e o consumo consciente.

Formação cultural
O diretor-geral do Galpão Cine Horto, Chico Pelúcio, afirmou que a cessão do uso do terreno concretiza um grande sonho do grupo que, há 29 anos, vem montando espetáculos de grande comunicação com o público. O Grupo Galpão irá transferir para o novo espaço todas as atividades desenvolvidas pela companhia.

“Iniciamos um novo projeto de vida, gerador de sonhos, de melhores cidadãos e de uma sociedade mais humana. Além de termos a oportunidade de ampliar e potencializar nossos projetos”, disse.

Entre as principais iniciativas, destacam-se o Oficinão Residência, projeto destinado ao aperfeiçoamento artístico e à capacitação; o Cine Horto Pé na Rua; o Festival de Cenas Curtas; o Cena-Espetáculo; o Galpão Convida e o Sabadão, oportunidades de troca de experiências e instrumentalização para artistas e técnicos de diversas cidades do Brasil e exterior. Mais de 90% das atividades do Grupo Galpão são gratuitas.

Anualmente, cerca de 10 mil crianças de escolas públicas participam de atividades culturais de cunho didático desenvolvidas pelo Grupo Galpão. Desde 2006, a companhia mantém o Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT), que se tornou um centro de referência artística, com mais de 5.500 títulos em livros, CDs e DVDs, acessíveis de forma inteiramente gratuita.

Assinaram o documento, a presidente do Servas, a secretária de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, e o diretor do Galpão Cine Horto e presidente da Associação Galpão, Roberto Franco. Também estiveram presentes à solenidade a secretária de Cultura, Eliane Parreiras, o secretário de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, o diretor-presidente do Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo de Minas, Tadeu Barreto, e o presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente, José Cláudio Junqueira.

Fonte: Agência Minas

Governador Anastasia inaugura pronto-socorro no Triângulo e anuncia verba para UTI neonatal

abril 15, 2011

Foto Omar Freire/Imprensa MG

O governador Antonio Anastasiaparticipou nesta sexta-feira, dia 15, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, da inauguração oficial do Pronto Socorro Municipal Doutor Darcy Andrade Furtado. A nova unidade de saúde fortalecerá o atendimento médico de emergência na região, beneficiando mais de 200 mil pessoas de nove municípios, além de Ituiutaba. Durante a solenidade, Anastasia anunciou a autorização para liberação de R$ 5 milhões para a construção de uma UTI neonatal no município, a ser instalada no Hospital São José.“Na administração pública estamos sempre buscando ir além do que já está feito para realizar o bem público. Portanto, após o pronto socorro, já em funcionamento, faremos agora a UTI neonatal, reivindicação da população ituiutabana, como mais um passo na melhoria das condições de saúde no Triângulo Mineiro”, afirmou o governador.

O pronto socorro de Ituiutaba contou com investimento de R$ 6,7 milhões do Governo de Minas, destinados às obras e aquisição de equipamentos. Ele passa a funcionar em sede própria e com capacidade de atendimento ampliada em 50%, saltando de 350 para 525 pacientes por dia. O hospital funcionava desde 1983 em imóveis alugados pela prefeitura.

Antonio Anastasia ressaltou que a redução da mortalidade infantil em Ituiutaba, de 20 por mil nascidos vivos, em 2004, para 12 por mil nascidos vivos em 2009, é uma demonstração dos bons resultados.

“Na saúde pública houve uma melhora expressiva no Estado pelos seus indicadores. Claro que queremos zero, então vamos continuar investindo, não só na saúde, mas nos outros setores também. Acabamos de inaugurar em Uberlândia, o hospital público mais moderno do Brasil e, como eu disse em meu discurso, a questão da saúde, como também a educação e segurança é um constante refazer. Vamos sempre investindo e sempre precisamos investir mais”, disse o governador em entrevista.

O prefeito de Ituiutaba, Luiz Pedro Corrêa do Carmo, ressaltou os benefícios da parceria entre os poderes municipal e estadual, não apenas na área da saúde, mas também em projetos de infraestrutura, educação, geração de empregos e saneamento básico. “Ituiutaba hoje é uma cidade que tem 97% de infraestrutura adequada – esgoto, água tratada, asfalto, aterro sanitário – e isso se deve muito aos recursos que conseguimos junto ao Estado”, disse o prefeito.

Participaram da inauguração do pronto socorro o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, e o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues.

Leia matéria completa Governo de Minas inaugura pronto socorro no Triângulo Mineiro

Confira também Governador Anastasia inaugura Parque Tecnológico de Viçosa

Anastasia faz balanço dos 100 dias de governo e estabelece novas metas

abril 14, 2011

Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia apresentou, nesta quinta-feira, dia 14, no Auditório JK da Cidade Administrativa, o balanço dos 100 dias do governo. Durante reunião que contou com a presença de todos os secretários de governo, o governador apresentou as primeiras ações do Governo de Minas e as políticas públicas que nortearão os próximos quatro anos. A reunião serviu ainda para firmar as novas metas pactuadas entre todos os órgãos da administração e lançar o novo site em que a população poderá participar do processo de gestão em Minas.

“Esses 100 dias demonstraram a possibilidade de criarmos, de surpreendermos, de sermos diferentes para conseguirmos resultados melhores. Esse é o desafio fundamental que nosso governo tem que lançar permanentemente. É ele que comemoro com todos que aqui estão, sabendo que ainda teremos muitos e muitos períodos de 100 dias até o fim de mandato, em 31 de dezembro de 2014. Tenho a mais serena convicção de que temos bons resultados a comemorar”, disse o governador.

Gestão para a cidadania

Na primeira parte da apresentação, o governador Antonio Anastasia mostrou a evolução da gestão pública em Minas Gerais que, por meio do “Choque de Gestão”, iniciado em 2003, equilibrou as contas públicas e permitiu maior capacidade de investimentos sociais e de infraestrutura. Na segunda-fase, chamada de “Estado para Resultados”, houve o aprofundamento das melhorias no desempenho do Estado para a busca de avanços sociais. Na terceira geração do Choque de Gestão, a ser implantado neste Governo, o foco será o fortalecimento da cidadania, com o chamado “Estado em Rede”.

“Já levamos o Governo, através dos resultados, para perto das pessoas que passaram a sentir a ação do poder público. Mas isso não nos basta. É importantíssimo que o cidadão tenha uma ação mais efetiva dentro do Governo, porque as políticas públicas só serão exitosas se tivermos o compromisso dessas pessoas”, disse Antonio Anastasia.

Os pilares para a implantação do novo modelo de gestão estabelecido pelo Governo de Minas serão a transparência, o estabelecimento de prioridades claras, o engajamento da sociedade civil e a participação com qualidade.

Principais resultados

Nos 100 dias de governo, várias ações já começaram a ser implementadas. O governador Antonio Anastasia citou, como exemplo, a repactuação das Metas do Milênio com as Organizações das Nações Unidas (ONU). Das sete metas objetivas propostas até 2015, Minas alcançou e superou cinco delas ainda em 2008. Diante do bom resultado, Minas Gerais pactuará novas e mais ousadas metas com a ONU para os próximos quatro anos.

Nesse período, foi lançado o programa inovador Oficina de Travessias, que reúne as principais ações do Governo de Minas nas áreas de educação, saúde, assistência social e geração de emprego. O projeto cria um novo conceito, a incubadora social, em que programas já testados ou em fase de implantação, como “Professores da Família” e “Porta a Porta”, serão experimentados para depois serem expandidos. Nesta primeira fase, nove cidades serão beneficiadas: Confins, Capim Branco, Mateus Leme, Matutina, Ninheira, Arinos, Santo Antônio do Jacinto, Itinga e Presidente Kubitschek.

Outras ações inovadoras foram a instituição da contrapartida social para transferências voluntárias de recursos do Estado para os municípios mineiros e a criação do Comitê de Negociação Sindical com a finalidade de formalizar um espaço sistemático e permanente de negociação entre o governo e representantes dos servidores. Além disso, o governo Antonio Anastasia criou a Subsecretaria de Gestão de Pessoas para dar continuidade à implantação de políticas para valorização e profissionalização dos servidores.

Leia matéria completa Anastasia faz balanço dos 100 dias de governo e estabelece novas metas

Ouça pronunciamento do governador Anastasia

http://www.agenciaminas.mg.gov.br/audios/download/mjaxmta0mtqxndaxmzvfmtqtmdqtmteglsbwcm9udw5jawftzw50bybhbmfzdgfzaweglsbtaw5hcyblbsbtb3zpbwvudg8glsaxmdagzglhcy5tcdm

Antonio Anastasia assina Plano de Metas do Poupança Jovem para 2011

abril 13, 2011

O governador Antonio Anastasia entre o secretário de Desenvolvimento Social, Wander Borges, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Dinis Pinheiro, e a secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola. Foto Omar Freire

O governador Antonio Anastasia assinou, nesta quarta-feira, dia 13, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, o Plano de Metas do Programa Poupança Jovem para 2011. O documento reúne ações e prazos estipulados pela coordenação estadual do programa para o desenvolvimento das atividades nos municípios onde é realizado. Durante a solenidade, que contou com a presença de 270 estudantes de Sabará, o governador destacou a importância do Poupança Jovem, que já atende mais de 50 mil jovens em oito municípios mineiros, e anunciou que, este ano, o programa será estendido a Pouso Alegre (Sul de Minas).

“O Poupança Jovem é um programa especial que criamos diante do descrédito de muitos que não acreditavam que teríamos condições de fazer, no ensino médio da rede estadual, um projeto apostando nos jovens. Que desse a eles oportunidades, estimulando-os para conseguir o mais importante de tudo, que o aluno goste da sua escola. Que ele invista em si mesmo, em sua autoestima e no reconhecimento que cada um pode fazer muito para mudar, para avançar, para progredir na sua cidade, no seu estado e no seu país”, disse o governador.

Antonio Anastasia afirmou que o programa, com a adesão voluntária dos alunos, está contribuindo para reduzir a evasão escolar e melhorar os indicadores da educação. O Poupança Jovem é destinado a estudantes do ensino médio que residem em comunidades com alto índice de evasão escolar, violência ou baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A cada ano letivo concluído, o estudante recebe benefício de R$ 1 mil. Ao final de três anos, são depositados, pelo Governo de Minas, R$ 3 mil na conta do estudante. Só terá direito ao recurso o aluno que concluir regularmente o ensino médio no município atendido e cumprir as metas e obrigações estipuladas pelo programa.

“O Poupança Jovem é um projeto muito ousado. Tínhamos que apostar que íamos reduzir a evasão escolar. Precisávamos ter uma adesão voluntária dos alunos. Ninguém é obrigado a nada, é uma adesão. Então, precisamos conquistar os alunos, que normalmente são adolescentes, jovens e que muitas vezes não têm uma atividade muito vinculada ao ensino. Então, apostamos que íamos mostrar a eles que o projeto era bom e que essa aposta neles mesmos renderia frutos, como aconteceu”, afirmou.

Leia matéria completa Anastasia assina Plano de Metas do Poupança Jovem para 2011

Confira também Anastasia firma parceria com Fiemg para cursos itinerantes de qualificação profissional

Governador Anastasia lança programa inovador para diminuir desigualdades

abril 6, 2011

Foto Omar Freire / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta quarta-feira, dia 6, no bairro Funcionários, em Belo Horizonte, a sede do Oficina de Travessias, um dos mais ousados programas sociais do país, que colocará em prática as ações e programas do Estado para erradicação da fome e da miséria e a melhoria dos indicadores sociais de Minas Gerais. Durante a solenidade, o governador ressaltou o caráter inovador do programa que, além de aproximar o cidadão do Governo do Estado, será capaz de gerar resultados eficazes na diminuição das desigualdades sociais em Minas Gerais.

“O objetivo principal do programa é a inclusão social. Estamos fazendo aqui uma política social inovadora no Brasil. É uma política social bastante ousada baseada na concepção do Governo em Rede, ou seja, o governo que está observando o que acontece em relação ao cidadão mineiro, aquele que está vulnerabilizado e que ainda está na pobreza. Ao final desse trabalho teremos projetos sociais robustos, sólidos, com bons resultados, e que colaborem muito para a diminuição das desigualdades sociais no nosso estado”, afirmou o governador em entrevista.

Ações integradas

O Programa Oficina de Travessias reunirá as principais ações do Governo de Minas nas áreas de educação, saúde, assistência social e empregabilidade, voltadas para promover melhorias sociais nos municípios mais pobres do Estado. O programa já está em prática em nove municípios do Estado por meio do Porta a Porta, projeto iniciado em março para identificar as principais dificuldades da população. Nessa terça-feira (5), foi lançado o Projeto Educacional Professores da Família, criado para melhorar o desempenho escolar dos estudantes do ensino médio e reduzir a evasão escolar.

O programa também desenvolverá outras ações previstas no Programa de Governo como “Escola Travessia”, “Agenda Mineira de Metas Sociais”, “Mães de Minas”, “Rede Mineira de Inclusão de Jovens”, “Currículo do Trabalhador”, “Com Licença eu Vou a Luta” e “Escola Mineira de Habitação Popular”.

Inicialmente, o programa atenderá nove municípios do Estado – os mais vulneráveis, avaliados com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e Índice Mineiro de Responsabilidade Social, da Fundação João Pinheiro (FJP). São eles: Confins, Capim Branco, Mateus Leme, Matutina, Ninheira, Arinos, Santo Antônio do Jacinto, Itinga e Presidente Kubitschek. O Governo de Minas investirá R$ 8 milhões no Oficina de Travessias, recursos que serão destinados para levantamento de informações sociais nos municípios e treinamento de equipes e profissionais.

Incubadora social

De acordo com Antonio Anastasia, o programa é uma espécie de incubadora de projetos sociais e, futuramente, será desenvolvido em todos os municípios mineiros carentes de ações sociais.

“Estamos criando uma incubadora de projetos sociais. Já lançamos os Professores da Família. Aqui estamos instalando a sede onde vai funcionar a administração e a qualificação para termos aqui os diversos programas sociais. O Porta a Porta, Com licença, Vou a Luta, Mães de Minas, serão todos oriundos dessa incubadora social. Depois, no momento em que ele se consolidar, no prazo de um ano, os projetos migrarão para cada secretaria para terem uma abrangência maior”, destacou Anastasia.

Leia matéria completa Minas lança programa inovador para diminuir desigualdades

Governador Antonio Anastasia lança Projeto Professores da Família

abril 5, 2011

Os cem primeiros Professores da Família com o governador Antonio Anastasia Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia lançou nesta terça-feira, dia 5, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, o Projeto Educacional Professores da Família, um dos compromissos do Programa de Governo para melhorar o desempenho escolar dos estudantes do ensino médio em municípios com até 30 mil habitantes e com Índice de Educação Básica (Ideb) abaixo da média nacional. Além de melhorar o rendimento dos alunos em sala de aula, o programa tem o objetivo de reduzir a evasão escolar e aumentar a participação dos pais na educação dos filhos a partir da presença dos Professores da Família nas residências onde for identificada essa necessidade.

“A evasão escolar é um problema que temos de combater de maneira muito enérgica. O Professor da Família será fundamental no combate a ela, porque vamos estimular os alunos e, mais do que isso, vamos saber as causas, caso a caso, em cada família, em cada residência, da eventual evasão daquele aluno e evitar que ele abandone a escola. Porque o aluno que abandona a escola, na realidade, é um aluno que está deixando oportunidades para o seu futuro”, disse o governador Anastasia, em entrevista.

O Governo do Estado investirá R$ 1,9 milhão no projeto, este ano, para atender 22 escolas estaduais do ensino médio de nove municípios, beneficiando 4,2 mil alunos. A meta é implantar o projeto em mais 36 cidades que fazem parte do Programa Travessia, no próximo semestre, chegando a 100 em 2012. No primeiro momento, serão atendidas Presidente Kubitschek, Santo Antônio do Jacinto, Itinga, Ninheira, Mateus Leme, Confins, Arinos, Matutina e Capim Branco.

A partir do levantamento da situação de cada aluno, em cada escola estadual, a Secretaria de Estado de Educação encaminhará um Professor da Família à casa do estudante que não apresente bom rendimento para identificar as fragilidades existentes, motivá-lo e permitir sua inserção no sistema estadual de ensino.

Os 100 primeiros Professores da Família

Durante a solenidade, foram apresentados pela secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, os 100 primeiros Professores da Família, escolhidos por processo público de seleção. A partir das visitas às famílias, os professores desenvolverão plano de ação com metodologia de estudos, acompanhamento escolar e interlocução frequente com a escola sobre as dificuldades e possibilidades dos alunos. O programa também tem o objetivo de estimular os pais dos alunos a retomar ou iniciar os estudos.

Para o Professor da Família de Mateus Leme, Adaílson Gonçalves, o projeto será uma oportunidade de resgatar não só os alunos, mas também famílias. “Certamente encontraremos muitas famílias degradadas, envolvidas com drogas que, com nossa capacidade, resgataremos. Levaremos as crianças novamente para a escola, beneficiando não só elas, mas a sociedade como um todo”, disse Gonçalves.

Qualificação

Os professores da família são profissionais com ensino médio ou superior com habilidade em lidar com juventude, conhecimento de informática e mobilização juvenil. Os profissionais terão treinamento inicial com carga horária de 32 horas, acompanhamento diário pela internet e encontros presenciais, mensais, na Escola Travessia, em Belo Horizonte.

Além do treinamento específico sobre as ações e atividades a serem desenvolvidas, os Professores da Família também receberão treinamento sobre a concepção de pobreza adotada pelo Programa Oficina de Travessias, e políticas sociais para a Juventude.

Leia matéria completa Minas lança o Projeto Educacional Professores da Família

Governador Antonio Anastasia conhece projeto Escolas Zico 10

abril 4, 2011

O deputado Rodrigo de Castro, o senador Aécio Neves e o ex-jogador Zico com o governador Anastasia. Foto Wellington Pedro/Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia recebeu em audiência, nesta segunda-feira, dia 4, o ex-jogador de futebol Zico, que apresentou, durante o encontro, o projeto Escolas Zico 10. O programa, que une esporte e educação, já atende aproximadamente 15 mil crianças, entre 5 e 16 anos, em mais de 15 estados no Brasil. Em Minas Gerais, ele está presente em cidades como Poços de Caldas, Montes Claros e Juiz de Fora.

A intenção de Zico é contar com o apoio do Governo do Estado para implantação do projeto em outros municípios mineiros, incluindo Belo Horizonte e Região Metropolitana. De acordo com o ex-jogador, o projeto é voltado para crianças de comunidades carentes, que ocupam, gratuitamente, espaços públicos para a prática do futebol, orientados por professores do projeto.

A intenção do ex-jogador é que o governo entre principalmente com a cessão de espaços para a implementação das escolas. A contratação e capacitação dos profissionais ficariam por conta da empresa de Zico, bem como a disponibilização do material esportivo.

Para fazer parte das Escolas Zico 10 é necessário que a criança comprove frequência e bom rendimento na escola. “As crianças beneficiadas não querem perder a oportunidade, então, pelos resultados que temos visto, o que mais tem sido elogiado é a mudança de comportamento deles. E isso me deixa feliz, porque minha preocupação não é formar jogadores de futebol, mas usar o futebol para formar o cidadão”, disse Zico.

Segundo Zico, seus assessores se reunirão agora com os responsáveis pelas Secretarias de Estado envolvidas para identificar possíveis áreas para implantação do projeto e buscar a sua viabilização. Também participaram do encontro o senador Aécio Neves e o deputado federal Rodrigo de Castro.

Fonte: Agência Minas

Governador Anastasia recebe missão de embaixadores de países árabes

março 28, 2011

Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia recebeu em audiência, nesta segunda-feira, dia 28, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, missão formada por embaixadores e representantes diplomáticos de 16 países árabes, acompanhados pelo presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Salim Tufic Schahin, que visitam Belo Horizonte entre os dias 27 e 29 de março. A ampliação do comércio com o Oriente Médio faz parte da estratégia do Governo de Minas para incrementar as exportações mineiras.

“Minas Gerais é o Estado com a maior pauta exportadora do Brasil, em volume. Não só com a produção de commodities, como minério, café, álcool e açúcar, mas também com produtos de importante valor agregado, como automóveis, helicópteros e alimentos industrializados. Gostaríamos, assim, de ter um contato muito próximo com as embaixadas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para identificarmos essas oportunidades”, afirmou o governador durante o encontro com os embaixadores.

O Oriente Médio já é parceiro de Minas, que exporta para a região produtos tradicionais, como açúcar, minério de ferro, produtos siderúrgicos e ouro. Além destes, o Estado e o Brasil também já vendem para a esses países material de construção civil e vários produtos alimentícios, com destaque para carnes, ovos, produtos lácteos (principalmente queijos), balas, caramelos, açúcar e café.

Para o representante do Conselho de Embaixadores Árabes no Brasil, embaixador da Jordânia Ramez Goussous, a visita a Minas Gerais é um importante passo para o estreitamento das relações com as nações árabes. “Tivemos uma boa impressão da capacidade turística, além da infraestrutura disponível, em Belo Horizonte e no Estado”, disse.

“Sentimos que realmente o Estado está preparado para receber investimentos e ampliar as relações econômicas, em razão da hospitalidade do povo, da organização e do profissionalismo de todos os setores do Governo de Minas”, completou o embaixador do Sudão, Abdelghani Awad Elkarim.

O presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Salim Tufic Schahim, afirmou que as relações comerciais entre Brasil e o Mundo Árabe serão intensificadas. “Temos enormes possibilidades de incrementar as relações comerciais, as relações de investimentos bilaterais, as relações de turismo e um importante ponto, na minha opinião, são as relações culturais, por que através da cultura vamos nos conhecer melhor”, afirmou.

Relações comerciais
O comércio entre Minas Gerais e os países árabes, incluindo os Emirados Árabes, foi de US$ 799,2 milhões, em 2010. Houve um aumento de 16,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. As exportações mineiras para aquela região somaram US$ 755,6 milhões.

Os dez produtos mais exportados correspondem a 84,8% do total das exportações mineiras para esses países. O produto mais exportado foi o açúcar, que representou 32,9% do valor total das exportações. Os demais produtos foram: carne de frango e bovina; ouro bruto, semifaturado ou em pó; café; milho; produtos semimanufaturados de ferro ou aço; minério de ferro; óleo de soja; produtos químicos inorgânicos.

Minas Gerais importou US$ 43,58 milhões dos países árabes em 2010. O montante foi 9,9% maior que no ano anterior. Os produtos mais importados foram enxofre, circuitos eletrônicos e suas partes; adubos e fertilizantes; fios, cabos e condutores para uso elétrico; produtos químicos inorgânicos; gesso, algodão; plásticos; pedras e alumínio.

Os principais parceiros comerciais árabes de Minas são, em ordem de volume negociado: Emirados Árabes Unidos, Egito, Síria, Argélia, Arábia Saudita, Marrocos, Omã, Líbano, Iraque e Tunísia.

Leia também Anastasia e Dilma participam de lançamento do Rede Cegonha

Anastasia defende união por Minas Gerais em encontro com bancada

março 24, 2011

O governador Antonio Anastasia reuniu-se, em Brasília, com a bancada federal mineira no Congresso Nacional. Foto Hermínio Oliveira

O governador Antonio Anastasia reuniu-se, nesta quinta-feira, dia 24, em Brasília, com a bancada federal mineira no Congresso Nacional. Durante o encontro, ele apresentou aos deputados e senadores os programas prioritários do Governo de Minas para os próximos quatro anos. O governador defendeu a união de todos os parlamentares mineiros pelo desenvolvimento de Minas Gerais, independentemente de ideologias e vinculações partidárias.

“O mais importante é a harmonia muito forte da bancada federal de Minas Gerais, dos três senadores e dos 53 deputados federais, todos, independentemente de partido, vinculados à ideia do desenvolvimento, progresso e prosperidade de nosso Estado. É a união de Minas para termos um desenvolvimento bastante efetivo. Tenho certeza que teremos um relacionamento extremamente republicano e de alto nível com o Governo Federal, assim como temos com os municípios de um modo geral. Isso é importantíssimo para que nosso Estado avance”, afirmou Antonio Anastasia, durante o encontro.

Antonio Anastasia iniciou a reunião apresentando aos parlamentares o programa Gestão para a Cidadania, terceira etapa do Choque de Gestão, modelo adotado pelo Governo do Estado em 2003 e que promoveu ampla reforma administrativa, a recuperação das finanças pública e a retomada dos investimentos e do crescimento de Minas Gerais. Para a terceira etapa, o objetivo do governo estadual é desenvolver ações com foco no cidadão, estimulando sua participação nas políticas públicas.

Antonio Anastasia esteve acompanhado do vice-governador Alberto Pinto Coelho e dos secretários de Estado de Governo, Danilo de Castro, de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, de Ciência e Tecnologia, Narcio Rodrigues, de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto e de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira.

Após sua a apresentação, o governador ouviu considerações e propostas apresentadas por todos os deputados presentes e pelos senadores Itamar Franco, Aécio Neves e Clésio Andrade. Antonio Anastasia também destacou a participação do deputado Márcio Reinaldo, que será o interlocutor da bancada federal junto ao Governo de Minas.

“É muito importante que haja essa proximidade entre o Governo do Estado e a bancada federal, porque, muitas vezes, a distância, estamos em Belo Horizonte e os deputados aqui em Brasília, não permite esse cotidiano. Mas, agora, a presença do deputado federal Márcio Reinaldo como nosso interlocutor permanente, e ao mesmo tempo esses encontros, que serão frequentes, certamente permitirão que haja um entrosamento ainda maior para termos, nos temas de Minas, envolvidos o Governo do Estado e bancada federal”, afirmou.

BR-381 e metrô

O governador destacou ainda a importância da participação da bancada mineira na defesa de antigas reivindicações de Minas em obras de infraestrutura urbana e viária de responsabilidade do Governo Federal. Ele citou a necessidade urgente da duplicação da BR-381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares e a expansão do metrô de Belo Horizonte.

“Estamos muito otimistas com os temas aqui levantados, da infraestrutura urbana e rodoviária. Como governador do Estado, acredito que a obra número um em Minas Gerais é a duplicação da rodovia BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares, que é uma obra federal. Espero que ela, agora, avance. São obras federais, por isso, os projetos têm que ser feitos pelo Governo Federal. Conversamos com o ministro dos Transportes há 15 dias, ele nos deu as notícias do andamento. A presidenta Dilma tem esse compromisso, por isso, acredito que vamos avançar. A responsabilidade do Governo do Estado, nesse caso, é exatamente fazer essa pressão política, no bom sentido, para mostrar a relevância dos projetos”, destacou.

Royalties

Durante o encontro, o governador e os parlamentares também se uniram em defesa de uma revisão dos royalties minerais no país. Antonio Anastasia adiantou que a presidenta Dilma Rousseff lhe adiantou que irá apresentar uma proposta para o setor mineral até o meio deste ano.

“Vamos depender desse estudo que está sendo feito pelo Ministério de Minas e Energia. A presidenta Dilma já me disse que pretende encaminhar até o meio do ano a proposta de revisão. Temos certeza que haverá maior justiça na questão tributária em favor de estados e municípios quanto à questão mineral, porque, de fato, o valor hoje arrecadado é quase nada. E isso não é possível, porque, desde Arthur Bernardes, no século passado, lembrávamos que o minério só da uma safra. É importante que haja, de fato, uma recomposição desses valores a favor dos municípios e dos estados. Não só Minas, o Estado do Pará, o Estado da Bahia e outros estados produtores de minério no Brasil”, afirmou Antonio Anastasia.

Ouça entrevista do governador Anastasia

http://www.agenciaminas.mg.gov.br/audios/download/mjaxmtazmjqxmjm1mjbfmjqtmdmtmteglsblbnryzxzpc3rhigfuyxn0yxnpysatigjyyxnsaweubxaz

Fonte: Agência Minas

Anastasia cria comitê para desenvolvimento do setor de petróleo e gás em Minas

março 23, 2011

Governador Anastasia discursa em reunião com lideranças empresariais. Foto Omar Freire/Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia assinou, nesta quarta-feira, dia, decreto para instalação do Comitê Estadual para Desenvolvimento do Setor de Petróleo e Gás em Minas Gerais. A assinatura aconteceu durante reunião com lideranças empresariais do Estado, com o objetivo de desenvolver a cadeia produtiva de fornecedores de bens e serviços para atender o programa de expansão de investimentos da Petrobras. O planejamento da estatal, apresentado na reunião pelo presidente, José Sérgio Gabrielli, prevê investimentos de US$ 3,5 bilhões em Minas Gerais até 2014.

“São oportunidades que se apresentam para Minas Gerais, por isso, a criação do comitê. Teremos condições de estimular as empresas mineiras a serem cada vez mais fornecedoras da Petrobras, nessa grande atividade econômica que é a extração de petróleo e gás”, destacou o governador.

O comitê será formado por integrantes do Governo do Estado, da Petrobras, representantes do setor empresarial e de instituições de pesquisa e terá como atribuições, fomentar e acompanhar o desenvolvimento do setor e ainda articular políticas para a cadeia produtiva de petróleo e gás.

Mercado ampliado

O presidente da Petrobras informou que as empresas mineiras poderão atender às demandas da Petrobras dentro do Estado e aproveitar as oportunidades que se abrirão em todo o país, onde os recursos previstos para investimentos são de US$ 224 bilhões. Segundo Gabrielli, atualmente estão cadastradas como fornecedoras da Petrobras 187 empresas mineiras e mais 140 em condições técnicas de fornecimento.

“Minas tem tradição em setores como mineração, siderurgia, eletroeletrônica, mecânica, construção pesada, e as empresas daqui podem, perfeitamente, focarem a entrada nesses segmentos novos, que são de petróleo e gás, para atender as compras da Petrobras no Brasil inteiro”, disse ele.

Gabrielli garantiu também que dos investimentos previstos no Estado, US$ 1,3 bilhão será destinado à Refinaria Gabriel Passos (Regap), localizada em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os recursos serão destinados a unidades de hidrotratamento e de hidrodesulfurização, que têm o objetivo de extrair o enxofre da gasolina e do diesel produzido na Regap, para que a produção atenda a exigências ambientais. Gabrielli afirmou que a Regap é parte de um sistema de refinarias brasileiras, cuja expansão é uma prioridade importante na lógica de reavaliação da capacidade da Petrobras no Brasil.

Sobre o polo acrílico

Em relação à instalação do complexo petroquímico para produção de acido acrílico, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou que por decisão da Petrobras, a área petroquímica da empresa foi reestruturada e as decisões sobre o setor, inclusive a instalação do complexo, passou a ser de responsabilidade da Braskem, empresa privada da qual a Petrobras detém 40% do controle.

Essa empresa é quem vai conduzir os projetos de investimento na área petroquímica. Não é a Petrobras que tomará a decisão sobre esta questão”, disse.

O governador Antonio Anastasia garantiu todo o empenho para continuar trabalhando junto à Petrobras e à bancada mineira no Congresso Nacional, com o objetivo de atrair para Minas Gerais o empreendimento. O complexo está previsto em protocolo de intenções assinado, em 2005, pelo Governo do Estado e a estatal de energia.

“Houve uma decisão da Petrobras, na mudança da sua estratégia empresarial, de repassar a gestão para uma empresa privada, a Braskem, da qual a Petrobras é sócia. Então, a responsabilidade agora é da Braskem, mas o presidente está conosco, novamente com o ministro, com o compromisso de levarmos a essa empresa Braskem às necessidades de termos aqui em Minas um pólo acrílico, que é muito importante. Vamos continuar empenhados neste grande esforço, fundamental para o nosso desenvolvimento”, disse Antonio Anastasia.

Parcerias

O governador Antonio Anastasia reforçou a importância da parceria entre o Governo de Minas e a Petrobras, na exploração de dois poços de gás na Bacia do Rio São Francisco, no Norte do Estado. O governador também ressaltou que a implantação do ramal do gasoduto entre São Carlos (SP) e Uberaba, oficializado semana passada em evento com a presença da presidenta Dilma Rousseff, facilitou a instalação de uma fábrica de amônia da estatal, em Uberaba.

“A Petrobras está sendo grande parceira nossa com a fábrica de amônia. Sabemos que ainda precisamos de mais e a Petrobras tem interesse em fazer esta expansão porque Minas é o segundo mercado consumidor e é o segundo parque industrial do Brasil”, afirmou o governador.

O encontro com lideranças empresarias contou com a presença do ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel; do vice-governador, Alberto Pinto Coelho; da secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck; do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Jr.; e do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Dinis Pinheiro; além de empresários do setor energético mineiro.