Posts Tagged ‘eleições em Minas Gerais’

Vídeo: Em Nova Lima, Aécio comemorou o desempenho de Anastasia no debate da Globo

setembro 29, 2010

Itamar faz caminhada na comunidade do Cabana, em Belo Horizonte

setembro 12, 2010

Itamar Franco, ex-presidente e criador do Plano Real, recebe o apoio de lideranças comunitárias e carinho dos moradores. Foto Rodrigo Lima

O candidato ao Senado pela coligação “Somos Minas Gerais”, ex-presidente Itamar Franco, fez uma caminhada pelas ruas da comunidade da Cabana do Pai Tomás, região Oeste de Belo Horizonte, na manhã deste domingo, dia 12.

Itamar foi recebido pelo líder comunitário Lúcio Nascimento, o Bocão, que o apresentou aos moradores. Segundo Bocão, Itamar é um político de mãos limpas, com mais de 40 anos de vida pública sem qualquer mancha em sua biografia. Saudado com carinho pela população, Itamar disse que, eleito, se empenhará para atender às principais reivindicações da comunidade.

Outra liderança que participou da caminhada foi Cris do Morro, líder comunitário do Morro do Papagaio. Cris recitou versos de rap e puxou o coro por Itamar, Aécio Neves e Antonio Anastasia. A caminhada saiu do bar do Neneco e percorreu a região comercial da Cabana, repleta de moradores na manhã de domingo.

De acordo com as lideranças, Itamar Franco e Aécio Neves representam os melhores votos para o Senado, junto com a reeleição de Antonio Anastasia para o Governo de Minas. Dona Maria do Carmo Pereira, 74 anos, fez questão de apertar as mãos de Itamar Franco. “Eu me lembro bem de quando ele criou o Real e acabou com a inflação”, afirmou.

A estudante Keila Marta Francisco, 17 anos, reuniu algumas amigas e acompanhou a caminhada. “Ele é um homem muito simples, que trata a todos com carinho e respeito”, afirmou a jovem. “Vou votar pela primeira vez e quero ter uma boa lembrança desse voto, ajudando a eleger Itamar e Anastasia”.

50 anos de história

Lúcio Bocão contou um pouco da história de luta da comunidade, que acaba de completar 50 anos. “Os primeiros moradores invadiram o terreno e se fixaram. Foi uma longa história de luta, até conseguirmos a posse dos imóveis”, recorda.

Segundo ele, o bairro conta com três prédios públicos que são usados como equipamento comunitário. “Nosso principal desafio, hoje, é oferecer cursos técnicos para nossos jovens. O governador Anastasia esteve conosco e se comprometeu a nos ajudar. Nosso objetivo é qualificar os jovens e ajudá-los a ingressar no mundo do trabalho, pois só o conhecimento liberta”, disse. “São cerca de 15 mil adolescentes, muitos deles ociosos devido à falta de oportunidades”, completou.

Mineiro simples e de alta capacidade

Itamar Franco agradeceu o carinho da população e reafirmou que o voto em Antonio Anastasia é um voto num mineiro simples, com raízes fincadas em Minas Gerais, e de alta capacidade.

“Minas vem crescendo acima da média nacional graças à gestão competente de Aécio, seguido por Antonio Anastasia. Ele tem sensibilidade para os problemas dos jovens e vai fazer com que Minas melhore ainda mais, gerando empregos de qualidade”, afirmou.

“Com o apoio da Cabana e de todas as regiões de Minas, vamos reeleger Anastasia e levar Aécio ao Senado. Se depositarem um voto de confiança na minha pessoa, podem estar certos que levarei esses pedidos comigo e me empenharei em resolvê-los”, disse o ex-presidente.

Nesta segunda-feira, Itamar Franco dá prosseguimento à campanha, a 20 dias das eleições. O ex-presidente visitará cidades da Região Metropolitana, começando em Pedro Leopoldo, seguindo depois para Lagoa Santa e Vespasiano e encerrando em Santa Luzia.

Aécio Neves – Propaganda Eleitoral Gratuita – 08/09/2010 – Tarde

setembro 8, 2010

Presidente do PSDB/MG rebate informações falsas do candidato Hélio Costa

setembro 5, 2010

O presidente do PSDB mineiro e um dos coordenadores da campanha da coligação Somos Minas Gerais, deputado Narcio Rodrigues, afirmou, neste domingo, dia 5, que a divulgação de números e de informações incorretas pelo candidato do PMDB Hélio Calixto Costa revelam seu desconhecimento da realidade do Estado.

“O candidato do PMDB bateu recorde esta semana de equívocos e falsas informações aos eleitores, e sempre deriva para promessas infundadas. Acredito que a sua tentativa de manipulação de números e dados se revelará sem efeito. Os mineiros que vivem em Minas conhecem bem nossa realidade, ao contrário dele. Como já disse antes, Minas precisa ser apresentada novamente ao ex-ministro”, disse Narcio.

O coordenador chamou se “invencionice” a afirmativa feita pelo candidato do PMDB e PT sobre a cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na tarifa de água. Tal cobrança não é aplicada nos estados brasileiros. 

“É um absurdo a afirmação feita da cobrança de ICMS sobre a água. Um desrespeito e um desserviço ao eleitor. Nenhum estado brasileiro, incluindo Minas, cobra ICMS sobre a água, isso simplesmente não existe, é pura invencionice do candidato. A Constituição Federal não permite essa taxação sobre o serviço de água. Quem vive em Minas sabe que o único governador que tentou mudar a legislação e instituir a cobrança de ICMS na tarifa de água foi Newton Cardoso, do PMDB, um dos principais aliados e amigos do candidato Hélio Costa”, afirmou Narcio

E acrescentou: “Com relação às contas de água, o que o Governo de Minas está fazendo de concreto é subsidiar a água tratada em 164 localidades do Norte do Estado, beneficiando 134 mil pessoas, através da Copanor.”

O coordenador destacou ainda que, ao contrário do citado no programa eleitoral do candidato do PMDB, no estado de Goiás a alíquota de ICMS sobre o álcool é de 20%, e não 17%. No caso do Mato Grosso do Sul, o ICMS cobrado não é de 18%, como foi dito, e sim de 25%, com uma redução para 22% já definida para o próximo ano. Em Minas Gerais, a alíquota atual sobre o álcool é de 25% e será reduzida para 22% a partir de janeiro de 2011, conforme legislação já aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).
 
Isenção de luz a 2,8 milhões de mineiros
Sobre a conta de luz, Narcio Rodrigues disse que a Cemig isenta hoje do pagamento de ICMS mais da metade dos 5,1 milhões de consumidores residenciais. São 2,8 milhões de mineiros que apresentam um consumo mensal  de até 90 kwh. Entre esses consumidores, estão ainda 1,9 milhão de famílias de baixa renda, que pagam uma tarifa mais baixa, que varia entre R$ 2,99 a R$ 16,43 por mês para o consumo de até 90 kwh. Trata-se da maior isenção em todo o País.

Na conta de luz paga pelos mineiros, incidem, no entanto, dez impostos  federais que são cobrados de todos os consumidores sem qualquer faixa de isenção. Se o governo federal concedesse a mesma isenção feita pelo Governo de Minas, o valor pago na conta de luz reduziria em 30%.“O candidato do PMDB falta com a verdade também quando diz que a nossa UEMG é paga.  A UEMG não cobra mensalidades ou matrícula em nenhum de seus cursos de graduação, oferecidos nos seus seis campi do Estado. A Universidade é pública e se mantêm com recursos estaduais. É oportunismo do candidato não reconhecer os avanços conquistados nos últimos oito anos”, afirmou.
 
Internet nas escolas
Sobre a internet nas escolas públicas de Minas, O Governo de Minas investiu R$ 100 milhões para equipar as quase 4 mil escolas estaduais com novos computadores e interligá-las à internet. Os computadores foram adquiridos com recursos próprios do Estado a partir de 2004. Somente em 2007, três anos mais tarde, o Governo Federal iniciou o envio de equipamentos para as escolas mineiras. Hoje, 57% das 3.806 escolas estaduais estão equipadas com computadores adquiridos pelo Tesouro do Estado. Em  43% das  escolas existem equipamentos fornecidos pelo Estado e pela União.

“Também é incorreta a afirmativa do candidato de que Minas já foi o primeiro estado brasileiro no agronegócio e atualmente ocupa a quarta colocação. Segundo a última comparação entre estados, realizada pelo Ipea, órgão do Governo Federal, Minas ocupava, em 2007, a liderança no PIB da agropecuária, com destaque para a produção de café, leite e cana de açúcar”, afirmou Narcio.

Antonio Anastasia – Propaganda Eleitoral Gratuita – 03/09/2010 – Tarde

setembro 3, 2010

Aécio Neves – Propaganda Eleitoral Gratuita – 01/09/2010

setembro 1, 2010

Aécio Neves diz que adversários esvaziam debate político em Minas

setembro 1, 2010

Aécio Neves e Antonio Anastasia, nesta 4ª-feira, em Ribeirão das Neves. Foto Rodrigo Lima

O ex-governador Aécio Neves criticou nesta quarta-feira, dia 1º, a estratégia adotada pela campanha dos seus adversários na disputa pela sucessão ao Governo de Minas. Aécio Neves afirmou que a tentativa de estabelecer um embate entre ele e o presidente da República é artificial e esvazia o necessário debate político que deve ocorrer em torno de ideias e propostas, e não de pessoas. Aécio Neves afirmou que ao desviar o foco das eleições, os adversários abandonaram a discussão dos verdadeiros interesses da população, promovendo claro prejuízo aos eleitores.

“O PT passa por momento muito difícil em Minas. O primeiro deles, lá atrás quando foi impedido de ter candidatura ao Governo de Minas a partir de uma intervenção nacional. Agora, na declaração de uma das suas principais lideranças que me parece absolutamente patética, buscando transformar a eleição em Minas em um concurso de popularidade, despolitizando totalmente a campanha. Lamento que talvez o desespero ou o temor pelas últimas pesquisas eleitorais leve uma liderança, por quem todos tínhamos respeito, a querer transformar a eleição em Minas em um concurso de popularidade aos tempos de Marlene e Emilinha Borba”, afirmou o ex-governador referindo-se à famosa disputa das cantoras da Era do Rádio, nos anos 50.

Aécio Neves afirmou que no período eleitoral é fundamental que o eleitor conheça propostas concretas dos diferentes candidatos para que possa fazer a sua escolha. O ex-governador disse que as campanhas de Anastasia e dele manterão o debate de ideias e não entre pessoas.

“Queremos discutir projetos e programas para Minas Gerais. Em todas as regiões do Estado, estamos discutindo projetos para Minas dentro das fronteiras de Minas. Triste uma candidatura que precisa se esconder atrás de outras lideranças para buscar vencer as eleições. É um momento muito triste esse porque passa o PT em Minas Gerais”, afirmou o ex-governador.

Parceria
O ex-governador afirmou ainda que, mesmo estando em partidos adversários, ele e o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, mantiveram durante oito anos uma postura republicana no relacionamento entre o Governo do Estado e o governo federal. Ele afirmou que seu candidato a presidente, José Serra, também terá uma prática republicana na administração.

“Minas foi o Estado brasileiro que mais avançou em todos os indicadores, tendo aqui um governo que era de oposição ao presidente da República. O presidente teve uma postura republicana com Minas. O candidato do meu partido, José Serra, eu tenho certeza, terá, se eleito, uma posição republicana em relação aos governos estaduais. Minas será respeitada não porque teve um candidato indicado ou apoiado por determinado presidente da República, mas pela força do seu peso econômico, político e pela autoridade do seu governante”, afirmou o ex-governador.

Autonomia
Aécio Neves destacou que o governador Antonio Anastasia é o candidato mais indicado para dar continuidade ao desenvolvimento de Minas e aos avanços conquistados na área social.

“Temos um homem forte que não precisa de um biombo para se esconder. Temos um candidato com toda autonomia sobre quem vão pesar a responsabilidade de governo, a quem a população vai cobrar as ações de governo e quem vai responder a essa cobrança. Quem se esconde atrás de um vice ou de outras lideranças políticas é que não demonstra força, capacidade e autonomia para vencer e para governar. Isso tá ficando muito claro. Temos um candidato extraordinário, eu repito, que não precisa de biombo para se esconder e de muleta para suportar o seu peso nessa campanha eleitoral”, disse Aécio Neves.

Ouça entrevista

Anastasia defende autonomia dos mineiros para escolha do governador do Estado

agosto 31, 2010

A população de Unaí fez uma calorosa recepção aos candidatos da Coligação Somos Minas Gerais, especialmente para Anastasia. Foto Victor Schwaner

O governador de Minas, Antonio Anastasia, lamentou nesta terça-feira, dia 31, a tentativa de intimidação feita aos eleitores mineiros pelo candidato da coligação PMDB/PT no programa eleitoral gratuito exibido na TV ontem à noite.  O governador ressaltou que num regime federativo, como é o brasileiro, os estados trabalham em defesa das demandas específicas da população de cada região, e não pela submissão a interesses políticos. Anastasia lembrou que a nomeação de governadores pelo governo federal faz parte do passado dos brasileiros, tendo ocorrido apenas sob o regime da ditadura.

“Nós vivemos em uma federação de estados, ou seja, precisamos sempre saber que os estados têm autonomia. Nós não estamos mais naqueles tempos antigos do regime militar, da ditadura, quando os governadores eram nomeados pelo presidente”, disse Anastasia em entrevista concedida na chegada a Unaí, esta tarde, para encontros com a população da região.
 
Os mineiros decidem
Antonio Anastasia destacou que a história de Minas é marcada pelo importante papel de destaque do Estado na vida nacional.  Ele  afirmou que o governador de Minas deve ser eleito pelos mineiros para que possa assumir com autonomia e liberdade a defesa dos interesses do Estado e de sua população. “O governador de Minas tem de defender os interesses de Minas Gerais. Os mineiros decidem e, assim, nós vivemos sempre com muita liberdade e com muita autonomia. Eu acho que há um desconhecimento deles da história de Minas”, afirmou Anastasia.
 
Candidato da intervenção
O ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado Federal, também criticou a ameaça feita aos mineiros durante o programa eleitoral adversário. “Os mineiros é que definem o seu destino. O Itamar (Franco) foi um grande exemplo disso, o nosso governo também foi. Minas deve ser altiva, independente e forte, por representar os interesses dos mineiros, até porque muitas vezes os interesses de Minas são contraditórios, são antagônicos aos interesses do governo federal”, afirmou. Aécio reiterou que a própria formação da chapa PMDB e PT é resultado da intervenção federal nas bases políticas em Minas e foi imposta aos eleitores e às lideranças municipais mineiras.

“Antonio Augusto Anastasia é candidato por suas virtudes e por seu trabalho em favor dos mineiros, e não por imposições externas. Não é o candidato da intervenção, é o candidato do coração de cada um dos mineiros. Não deixaremos que Minas se curve, não deixaremos que as imposições prevaleçam em Minas Gerais”, disse Aécio Neves.

Aécio Neves – Propaganda Eleitoral Gratuita – 30/08/2010 – Noite

agosto 31, 2010

Prefeitos do Sul de Minas vão intensificar campanha para ampliar crescimento de Anastasia

agosto 30, 2010

Antonio Anastasia, Aécio Neves e José Serra participaram de carreata e caminhada em Itajubá. Foto Marcus Desimoni/Nitro

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, e os ex-governadores Aécio Neves, candidato ao Senado, e José Serra, candidato à Presidência, receberam, nesta segunda-feira, dia 30, o apoio de moradores, prefeitos e lideranças políticas do Sul de Minas, durante visita às cidades de Varginha e Itajubá. Nos últimos dias, a forma como Anastasia vem governando o Estado tem sido elogiada e defendida até por prefeitos do PMDB, PT e PRB, partidos que estão ligados à candidatura de oposição aos governos Aécio/Anastasia.

No Sul de Minas, vários prefeitos da região destacaram o crescimento da candidatura do governador na pesquisa Ibope, divulgada na última semana e que mostra Antonio Anastasia na liderança das intenções de voto no Estado com 35% da preferência dos eleitores. Já o seu principal adversário, Hélio Calixto Costa, do PMDB, caiu cinco pontos em menos de uma semana e ficou com 33%.

“A virada já era esperada porque a gente sabia que assim que o horário político começasse no rádio e na TV, o desconhecimento do governador Antonio Anastasia diminuiria. Antonio Anastasia é a pessoa mais capaz para administrar o nosso Estado. Sem dúvida, tenho certeza que essa diferença tende a aumentar e o professor Anastasia será o próximo governador de Minas em 2011”, afirmou o prefeito de Três Corações, Fausto Ximenes (PSDB), em Varginha.

O presidente da Associação Microrregional do Baixo Sapucaí e prefeito de Santana da Vargem, Argemiro Galvão (PDT), afirmou que trabalhará em seu município para que Antonio Anastasia vença as eleições no primeiro turno.
“Estamos propondo agora o crescimento para que possamos ter a vitória no primeiro turno. É importante porque sabemos da sua administração, do seguimento que ele tem junto ao Aécio Neves e da sua seriedade, seu  comprometimento com Minas Gerais. Sabemos de tudo o que ele fez, de tudo que ele proporcionou e de tudo que ele vai proporcionar ainda”, disse.
 
“Hora de arregaçar as mangas”
O governador Antonio Anastasia destacou que encara o seu crescimento nas pesquisas com muita humildade. Para ele, o resultado o estimula a continuar levando a todos os mineiros a melhor proposta para conduzir o futuro de Minas. “É hora de arregaçar as mangas e bater de porta em porta, de rua em rua, de bairro em bairro. Precisamos do apoio de todos”, afirmou Anastasia, em Itajubá.

Em um breve discurso, o ex-governador Aécio Neves destacou a liderança de Antonio Anastasia confirmada pelo Ibope.  “Em Minas Gerais, o Anastasia já virou, mas ainda é hora de trabalhar para ganhar as eleições”, disse Aécio Neves, seguido de muitos aplausos dos eleitores.
 
Verdadeiro candidato mineiro
O prefeito de Muzambinho, Sergio Paolielo (PSDB), destacou que os mineiros sabem escolher o melhor candidato para governar Minas Gerais. Segundo ele, os resultados das pesquisas também refletem a percepção do eleitorado de que a aliança em torno de Antonio Anastasia é a que atende os interesses de Minas Gerais. “O mineiro é muito desconfiado e está mostrando isso com essa virada. Na hora certa, ele sabe em quem votar. O verdadeiro candidato dos mineiros é o professor Antonio Anastasia e temos tranqüilidade que isso iria acontecer. A tendência agora é subir mais nas pesquisas”, afirmou o prefeito de Muzambinho.
 
Varginha
Antonio Anastasia, Aécio Neves e José Serra iniciaram a visita ao Sul de Minas por Varginha. Eles chegaram à cidade no início da tarde e foram recebidos no aeroporto por centenas de lideranças políticas.  Em seguida, participaram de carreata a partir da Praça Getúlio Vargas. Durante todo o trajeto, os candidatos foram saudados por eleitores que acenavam e tiravam fotos. No calçadão da rua Wenceslau Braz, no Centro da cidade, os candidatos fizeram caminhada com os eleitores. Uma grande multidão acompanhou Anastasia, Aécio e Serra. Os candidatos cumprimentaram os eleitores e entraram em lojas e lanchonetes.

O presidente da Câmara Municipal de Varginha, vereador Leonardo Ciacci (PP), afirmou que a população de Varginha vai demonstrar nas urnas o reconhecimento aos avanços sociais e econômicos promovidos por Aécio e Anastasia no Sul de Minas.

“A população de Varginha vem demonstrando total apoio à candidatura de Antonio Anastasia. Tendo em vista todos os investimentos realizados na nossa cidade e no Sul de Minas, fazendo que a nossa região seja mais próspera, mais desenvolvida e com mais oportunidades. Varginha vai agradecer nas urnas o empenho de Aécio Neves e Antonio Anastasia em prol da nossa região”, disse.
 
Itajubá
Após a grande festa que parou o centro de Varginha, os candidatos seguiram para Itajubá. Eles foram recebidos por dezenas de prefeitos ao desembarcar na empresa Helibras. Centenas de carros seguiram os candidatos até o Centro da cidade, onde fizeram caminhada, acompanhados por uma grande multidão.

O candidato à Presidência, José Serra, destacou o potencial da região, principalmente no setor tecnológico. “Itajubá é um dos lugares que mais se desenvolve em Minas e no Brasil. Vamos fortalecer aqui a tecnologia, o parque tecnológico, expandir as universidades em toda essa região que é uma região de vanguarda no Brasil. Já viramos em Minas, vamos virar juntos no Brasil”, afirmou.

O prefeito de Itajubá, Jorge Mouallem (PTB), destacou que os prefeitos do Sul de Minas continuarão a trabalhar para levar as propostas do governador Antonio Anastasia aos eleitores de todos os cantos do Estado. Segundo ele, o apoio recebido das lideranças políticas da região é um reconhecimento às ações desenvolvidas pelo Governo de Minas nos últimos oito anos. “Estamos fazendo um trabalho muito grande de reuniões nos bairros, nas comunidades, nas entidades, levando o nome do professor Anastasia e levando todas as realizações que ele fez para a nossa cidade, para a nossa região. Itajubá e o Sul de Minas nunca foram tão prestigiados por um governo quanto esse governo Aécio Neves/Anastasia”, declarou.

O prefeito de Caldas, Hugo Camacho (DEM) afirmou que os avanços obtidos em Minas só irão continuar com a reeleição de Antonio Anastasia. “Toda a nossa região recebeu muitos investimentos do Aécio Neves e do atual governador Anastasia. Se Deus quiser, ele vai ser reeleito para continuar este avanço que está em Minas Gerais e, principalmente, no Sul de Minas”, disse.
 
Melhor escolha
O prefeito de Elói Mendes, Natal Cadorini (PDT), afirmou que a população reconhece em Antonio Anastasia o melhor gestor público do Brasil. “A população reconheceu no Anastasia que ele é o melhor gestor público não de Minas Gerais, mas do Brasil. A tendência é continuar subindo nas pesquisas e a eleição se encerra brevemente no primeiro turno”, disse.

O prefeito de Carmo da Mata, Milton Salles Neto (PTB), afirmou que a população de Minas quer a continuidade dos avanços iniciados no governo de Aécio/Anastasia. “Desde o início, a gente vê a maioria dos prefeitos apoiando o Anastasia, apoiando o Aécio, justamente pelo motivo que nós prefeitos gostamos do atual governo e queremos continuidade. Ainda faltam uns 30 dias das eleições, e a tendência é crescer mais ainda”, afirmou.

O reconhecimento aos avanços também é o motivo da escolha dos mineiros por Antonio Anastasia, segundo o prefeito de Carmo da Cachoeira, Hélcio Reis (PTB). “O Anastasia vai ganhar as eleições pelo o que ele fez no nosso Estado. Carmo da Cachoeira, por ser um município pequeno, nunca recebeu tantos investimentos como no governo Aécio e Anastasia”, afirmou.