PSDB tem maior bancada na ALMG e Dinis Pinheiro é o novo presidente

Deputado Dinis Pinheiro, novo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Foto Guilherme Bergamini/ALMG

O PSDB, com 13 deputados, é o partido com o maior número de representantes na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. São eles: Bonifácio Mourão, Carlos Mosconi, Célio Moreira, Dalmo Ribeiro, Dinis Pinheiro, João Leite, Lafayette Andrada, Leonardo Moreira, Luiz Henrique, Luiz Humberto Carneiro, Mauri Torres, Rômulo Viegas e Zé Maia.

Os deputados tomaram posse nesta terça-feira, dia primeiro de fevereiro. A cerimônia foi presidida pelo deputado estadual Hely Tarquínio (PV). O governador em exercício Alberto Pinto Coelho e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Renato dos Santos Costa, receberam os deputados no Salão Nobre da Assembleia Legislativa, momento que simbolizou a união dos Três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Logo após a cerimônia de posse, o deputado tucano Dinis Pinheiro foi eleito o novo presidente da Casa. Além de Dinis na Presidência, o Parlamento de Minas terá na sua direção os deputados José Henrique (PMDB), na 1ª Vice-Presidência; Inácio Franco (PV), na 2ª Vice-Presidência; e Paulo Guedes (PT), na 3ª Vice-Presidência. Dilzon Melo (PTB) é 1ª secretário; Alencar da Silveira Jr. (PDT), o 2º secretário, o deputado Jayro Lessa (DEM), o 3º secretário.

Dinis Pinheiro, que foi pela segunda vez consecutiva o deputado estadual mais votado no estado, anunciou sua grande prioridade como presidente para o biênio 2011-2013: “identificar essa Casa com as camadas mais pobres e mais carentes da população”, afirmou.

O novo presidente disse, em entrevista à imprensa, que sua opção de trabalho será colocar a Assembleia a serviço de uma Minas “mais fraterna, mais igualitária, mais justa”. Essa diretriz, segundo ele, dará continuidade ao trabalho realizado pelo ex-presidente Alberto Pinto Coelho (PP). Ele elogiou a gestão de seu antecessor, que prestigiou a eleição da nova Mesa como governador em exercício.

Aproximação

Para aproximar ainda mais a Assembleia do povo, Dinis afirmou que serão mantidos e reforçados instrumentos como audiências públicas, tecnologia e comunicação. “A Assembleia irá ao interior, fará audiências, fóruns. Nesse primeiro mês, faremos o Fórum Democrático para o Desenvolvimento de Minas Gerais, uma oportunidade para buscar subsídios, informações, sugestões para que o Parlamento possa, de fato, retratar de forma muito fiel o pensamento, as aspirações e desejos do povo de Minas Gerais”, disse o presidente.

O Fórum Democrático será realizado entre os dias 15 e 24 de fevereiro para discutir dez temas relevantes para o Estado: educação; cultura; esporte e juventude; saúde pública; assistência social; defesa social; desenvolvimento econômico e inovação; governança regional e urbana; meio ambiente; e direitos humanos. As inscrições, abertas a todos os interessados, podem ser feitas até 14 de fevereiro.

Dinis Pinheiro afirmou que a Assembleia mineira já ocupa uma posição de vanguarda entre os Parlamentos estaduais. Entre os pontos fortes da ALMG, na avaliação do novo presidente, estão a transparência na prestação de contas públicas, a proximidade com a comunidade e a excelência na preparação de leis. “É um Parlamento atuante, proativo. Isso é uma demanda contínua e vamos promover todos os esforços para que a Assembleia possa, cada vez mais, se identificar com as camadas mais pobres e traduzir esse sentimento em uma melhor qualidade de vida para nossa gente”, declarou o deputado.

Oposição

Sobre a possibilidade de formação de uma ampla bancada de oposição, que inclua 23 deputados, Dinis Pinheiro disse esperar uma relação tranquila e saudável entre os diferentes partidos. “Vejo isso de forma muito natural. Esse embate faz parte de nossa Casa. De forma tranquila, estamos assistindo à formatação desse bloco e vamos cumprir nossa obrigação”, declarou o deputado. Ele ressaltou, no entanto, sua aprovação em relação ao desempenho do ex-governador Aécio Neves e do atual governador, Antonio Anastasia. Em sua avaliação, Minas Gerais está no caminho certo, do progresso e do desenvolvimento. “É o Estado mais bem administrado de nosso País”, sublinhou.

Dinis Pinheiro também comentou algumas críticas ao Poder Legislativo, como aquelas relativas ao recente aumento da remuneração dos parlamentares de todo o País e outras feitas ao ritmo de votação das proposições. Quanto ao aumento da remuneração, Dinis afirmou que essa questão tem que ser avaliada nacionalmente. “Essa é uma discussão nacional, que ultrapassa nossas fronteiras. O Congresso que adentrou por esse caminho”, comentou.

Sobre a crítica de que a tramitação de projetos de leis e outras proposições seria muito lenta, Dinis Pinheiro declarou que a pluralidade do Poder Legislativo torna natural o processo de discussão, diálogo e embate entre as diversas forças, o que muitas vezes atrasa a votação das proposições. “Eu não vejo necessidade de tanta celeridade. Às vezes, é imprescindível esse diálogo, para que a ALMG possa promover uma legislação cada dia melhor”, justificou.

Fonte: Com informações da Ascom/ALMG

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: