Anastasia anuncia aumento de 60,8% no repasse de recursos para o transporte escolar

O governador Antonio Anastasia anunciou, nesta sexta-feira, dia 21, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, aumento de 60,8% no repasse de recursos aos municípios destinados ao transporte escolar. Em 2011, o Governo de Minas repassará R$ 120 milhões para o transporte de 325 mil estudantes da rede pública estadual que vivem na zona rural. Em 2010, foram repassados R$ 73,3 milhões aplicados no transporte de 295 mil alunos do ensino fundamental e médio.

“Essa questão do transporte escolar é muito importante, porque sabemos da necessidade de ajudar os municípios numa corresponsabilidade entre Estado e municípios. Estamos aumentando o valor que passamos aos municípios mineiros, a todos eles, em mais 60% do valor este ano, o que aumenta, a grosso modo, 50% per capta de cada aluno. É uma parceria importante porque o transporte escolar afeta aos estudantes da zona rural. É uma parceria fundamental, de modo especial naqueles municípios maiores”, disse Anastasia em entrevista após solenidade em que liberou recursos para investimento em Uberlândia.

Todos os municípios mineiros receberão 50% de aumento sobre o valor atual repassado por aluno, com base nos dados do Censo Escolar, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao MEC. A previsão é de que a liberação dos recursos seja iniciada a partir de março. Historicamente, o valor per capita repassado pelo Estado para os municípios supera o montante destinado pela União.

Desde 2003, os investimentos do Governo do Estado no Programa de Transporte Escolar já totalizam R$ 415,7 milhões, recursos do Tesouro do Estado. O objetivo é garantir acesso à escola de estudantes que moram na zona rural. O programa faz parte das ações do Governo do Estado para melhorar a qualidade do ensino público em Minas Gerais.

Salário dos professores
A partir de fevereiro, todos os servidores da Educação já receberão os salários com os novos valores reajustados de acordo com a nova política remuneratória para as carreiras dos servidores da Educação. O pagamento por subsídio representa um aporte de R$ 1,3 bilhão na folha de pagamento anual da Educação. Todas as categorias terão reajuste salarial real, sendo que nenhum professor com jornada de 24 horas semanais receberá remuneração inferior a R$ 1.320,00. Para jornada de 30 horas semanais, o piso será de R$ 1.650,00.

Os novos valores irão beneficiar cerca de 310 mil servidores ativos e inativos das carreiras dos profissionais da Educação Básica. O pagamento por subsídio é resultado de estudo realizado para unificar a remuneração dos servidores, eliminar distorções e atender demanda da própria categoria.

Constituído por valor único, o subsídio incorpora todas as gratificações, vantagens, adicionais, abonos ou outra espécie remuneratória do servidor. Além de valorizar os servidores que já se encontram em exercício e estimular novos profissionais a abraçar carreiras na Educação, o sistema remuneratório também vai simplificar os processos administrativos para a geração da folha de pagamentos. Mas o mais importante é que o pagamento por subsídio em parcela única reduz as distorções salariais entre os servidores posicionados em diferentes situações da carreira da Educação Básica.

Leia também Anastasia libera recursos para obras na cidade de Uberlândia

Confira ainda Governo auxilia municípios atingidos pelas chuvas na elaboração de projetos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: