Antonio Anastasia entrega 3ª edição do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura

O escritor Silviano Santiago fez um emocionado discurso em nome dos premiados. Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia participou, na tarde desta quarta-feira, dia 24, da entrega da terceira edição do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura. Durante a solenidade que homenageou o escritor mineiro Silviano Santiago pelo conjunto de sua obra, Anastasia destacou a importância da premiação para o desenvolvimento da cultura de Minas Gerais e do país e ressaltou que as manifestações culturais devem partir da sociedade.

“Nós estimulamos, fomentamos e somos responsáveis pela estrutura e os meios necessários para que a cultura se manifeste. Este estímulo, que vem desde o Governo Aécio Neves e passa agora pelo meu governo, evidentemente agora vai se desdobrar no nosso próximo mandato”, disse o governador, durante a cerimônia de entrega do Prêmio.

Além de Silviano Santiago, o Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura foi concedido ao universitário Rafael Guimarães Abras Oliveira na categoria Jovem Escritor Mineiro; a cearense Tércia Montenegro na categoria Ficção; e Bruno Brum, na categoria Poesia. Ao todo foram distribuídos R$ 212 mil em prêmios, sendo R$ 120 mil para a categoria Conjunto da Obra; R$ 25 mil para a categoria Poesia; R$ 25 mil para o vencedor na categoria Ficção. Na categoria Jovem Escritor Mineiro, o vencedor receberá R$ 42 mil, em seis parcelas de R$ 7 mil para pesquisa e elaboração do livro. Do valor total do prêmio serão descontados os impostos previstos em lei.

Reconhecimento à literatura

Durante a solenidade, que contou com a presença do secretário de Estado de Cultura, Washington Mello, da secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia Gazzola, e de todos os vencedores, o escritor Silviano Santiago fez um emocionado discurso em nome dos premiados. Aos 73 anos, o escritor, mineiro de Formiga, no Centro-Oeste do Estado, com vasta obra literária, agradeceu o apoio, o estímulo e o reconhecimento do Governo de Minas à literatura.

“O milenar das gerais é sublime. A província, lugar onde se pega firme no batente, muitas vezes pouco rentável. Busquei a legitimação do sublime no cenário mineiro. Graças à boa providência do Governo de Minas Gerais e ao altruísmo dos juízes do Prêmio de Literatura para conjunto de obra, tenho a honrosa satisfação de ver meu trabalho coroado”, disse o escritor Silviano Santiago.

O Prêmio de Literatura é uma das maiores premiações desse segmento cultural no Brasil e é concedido anualmente. De 2007 a 2010, já foram R$ 756 mil em premiações. Desde 2007, o concurso já recebeu cerca de nove mil inscrições, principalmente de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e Distrito Federal.

Este ano, foram inscritos 961 trabalhos de todas as partes do país nas categorias Poesia, Ficção e Jovem Escritor Mineiro e o prêmio pelo conjunto da obra. A comissão julgadora foi composta por nomes reconhecidos como Eneida Maria de Souza, Fábio Lucas e Renato Cordeiro Gomes (Conjunto da Obra); Antônio Barreto e Reinaldo Martiniano Marques (Jovem Escritor Mineiro); Duílio Gomes, Francisco de Morais Mendes e Nelson de Oliveira (Ficção); Luis Alberto Brandão Santos, Paulinho Assunção e Ricardo Aleixo (Poesia).

Na primeira edição foram premiados os escritores Sérgio Sant’Anna (Conjunto da Obra), Carlos de Brito e Mello (Jovem Escritor Mineiro), Érico Nogueira e Rodrigo Guimarães Silva (Poesia) e Carlos Felipe Moisés (Ficção). No lançamento do prêmio, em 2007, o Governo de Minas homenageou o ensaísta Antonio Candido pelo conjunto de sua obra. Na 2ª edição foram premiados os escritores Luís Fernando Veríssimo (Conjunto da Obra), Reni Adriano Batista (Categoria Ficção), Eduardo Jorge de Oliveira (Categoria Poesia), Maria Zilda Santos Freitas (Jovem Escritor Mineiro).

Estímulo à cultura

Além do Prêmio de Literatura, o Governo de Minas criou outros três importantes prêmios para incentivar o cinema, a música e as artes cênicas. Somente este ano, serão distribuídos cerca de R$ 7 milhões em prêmios, sendo para o Prêmio de Literatura (R$ 212 mil), Filme em Minas (R$ 4,2 milhões) Música Minas (R$ 1,5 milhão), Cena Minas (R$ 1 milhão).

De 2003 a 2008, o Governo de Minas já investiu cerca de R$ 256 milhões em ações culturais. Pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, já foram investidos R$ 162 milhões em 3.495 projetos, em 156 municípios. Cerca de R$ 49 milhões foram investidos em 275 projetos culturais por meio do Fundo Estadual de Cultura, que disponibiliza linhas de crédito especiais por meio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Conjunto da Obra – Silviano Santiago – 73 anos, é considerado autor de vasta obra literária, tanto na criação quanto na ensaística e difusão de textos concernentes à crítica cultural. Natural de Formiga, Silviano é bacharel em Letras Neolatinas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e doutor em Letras Francesas pela Universidade de Paris (Sorbonne). Atualmente, é colunista do jornal O Estado de São Paulo. São de sua autoria, entre outros, O Banquete (Editora Ática), Carlos Drummond de Andrade (Editora Vozes), Uma história de família, Cheiro forte, Viagem ao México, De cócoras, O falso mentiroso, Histórias mal contadas, Heranças (Editora Rocco), Ora (direis) puxar conversa! e A vida como literatura. O amanuense Belmiro (Editora da UFMG).

Jovem Escritor Mineiro – Rafael Guimarães Abras Oliveira – foi premiado pela obra “O último escritor”. Teve seu trabalho selecionado entre as 65 propostas apresentadas para esta modalidade. Nascido em Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado, Rafael Guimarães tem 23 anos e mora em Belo Horizonte, onde cursa a Faculdade de Direito da UFMG.

Ficção – Tércia Montenegro – A cearense venceu com o livro “O tempo em estado sólido”. O livro apresenta-se divido em duas partes, intituladas “O tempo” e “A pedra”. Tércia Montenegro concorreu com 228 trabalhos.

Poesia – Bruno Brum – venceu com “Anaeróbica”. Foram 667 participantes. Bruno Brum nasceu em 1981 e depois de estudar História, Letras e Design e não concluir nenhum dos três cursos, o belo-horizontino Bruno Brum atua como designer gráfico de livros e revistas. Anaeróbica é o terceiro trabalho de Bruno Brum.

Fonte: Agência Minas

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: