Governo de Minas anuncia resultado da licitação da 3ª etapa do Mineirão

A demolição de parte da arquibancada inferior do Mineirão foi 100% concluída. Foto Gil Leonard / Secom MG

O Governo de Minas divulgou nesta quarta-feira, dia 27, no Órgão Oficial dos Poderes do Estado, o resultado do processo de licitação para a terceira e última fase do projeto de modernização do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão). A Comissão Especial de Licitação considerou que o consórcio formado pelas empresas Construcap S.A. Indústria e Comércio, Egesa Engenharia S.A. e Hap Engenharia Ltda. apresentou a documentação necessária, cumpriu os requisitos de habilitação previstos no edital e está apta à assinatura do contrato de concessão administrativa.

A divulgação da habilitação das empresas cumpre mais uma etapa do cronograma do projeto de modernização do Mineirão, tornado público em janeiro deste ano com a assinatura da ordem de serviços para o começo das obras. Com o cronograma de modernização integralmente em dia, o Mineirão está à frente dos grandes estádios brasileiros na corrida para receber as partidas da Copa das Confederações (2013) e da Copa do Mundo (2014).

O edital de concessão administrativa do Mineirão inclui a execução das obras da terceira etapa de modernização, por dois anos, e a gestão do estádio, por 25 anos. O contrato entre o Governo de Minas e uma Sociedade de Propósito Específico, empresa a ser criada pela Construcap S.A Indústria e Comércio, Egesa Engenharia S.A. e Hap Engenharia Ltda., deverá ser assinado até o final do ano.

Na terceira etapa, com início previsto para dezembro de 2010, serão executadas as intervenções mais significativas. O projeto arquitetônico elaborado pelo escritório Gustavo Penna Arquitetos & Associados prevê toda a adequação final do Mineirão aos padrões exigidos pela Fifa, garantindo mais segurança, visibilidade e conforto ao torcedor, além de melhores condições de trabalho para os profissionais que atuam no estádio em eventos esportivos e não esportivos. Será, ainda, feita a cobertura adicional das arquibancadas e a esplanada no entorno do Mineirão, onde funcionarão o estacionamento coberto e área de serviço, com a abertura de lojas e restaurantes. Nessa fase, será construída a passarela ligando o Mineirão ao Mineirinho, arena que poderá ser usada como centro de apoio às atividades da Copa. 

Gestão compartilhada 

No modelo de gestão compartilhada proposto para o Mineirão, o Estado não investe recursos públicos na obra do estádio. Em contrapartida, ele cede ao parceiro privado o direito de explorar comercialmente o complexo durante 27 anos, sendo previstos dois anos para realização das obras de modernização e 25 anos para a operação. O modelo de gestão compartilhada adotado pelo Governo de Minas já é utilizado na Alemanha, Holanda, França e Cingapura.

Para garantir qualidade na gestão do Mineirão, serão estabelecidos em contrato indicadores de qualidade de prestação de serviços que o vencedor da licitação terá que cumprir. Técnicos do Governo do Estado, com a ajuda de um verificador independente, farão acompanhamento permanente para garantir o nível de prestação de serviço, como grau de satisfação dos torcedores e dos clubes de futebol; qualidade da manutenção da infraestrutura; limpeza das instalações, inclusive banheiros, satisfação dos usuários (torcedores, imprensa, clubes), entre outros. O cumprimento dos indicadores de desempenho tem impacto direto na remuneração da concessionária. 

Além disto, caso o consórcio não atinja os indicadores estabelecidos, o Estado poderá impor penalidades ao empreendedor, reduzindo a margem de receita e até mesmo interrompendo a concessão, assumindo integralmente a gestão do estádio. O modelo de gestão compartilhada libera recursos públicos para serem aplicados em áreas mais críticas. Nesse modelo, o Estado reforça seu papel de administrador do patrimônio público. 

Obras 

O Mineirão ficará fechado por dois anos e meio, a contar de 26 de junho de 2010, reabrindo em 2013. A modernização do estádio está na segunda etapa de obras, que foi iniciada em julho deste ano e tem previsão de término até dezembro de 2010. Nessa fase está sendo realizada a demolição da geral e de parte das arquibancadas inferiores, além do rebaixamento do campo de jogo em 3,4 metros. As intervenções atendem a requisitos de visibilidade previstos pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). 

Atualmente, 90% do campo de jogo do Mineirão já se encontra rebaixado e cerca de 70% das atividades relacionadas à demolição da geral foram concluídas. O trabalho de demolição de parte da arquibancada inferior, previsto no escopo do contrato, foi 100% concluído. 

Durante a primeira etapa, concluída em junho deste ano ainda com o estádio aberto para jogos, foram realizadas correções nas estruturas de sustentação do Mineirão. A primeira e a segunda fases foram realizadas com recursos do Governo de Minas e somam R$ 11,2 milhões.

Novo Mineirão na web

O Mineirão já está na internet. O novo site (www.novomineirao.mg.gov.br) permite o acompanhamento das obras de modernização do estádio, que objetivam a adequação do Mineirão para a Copa do Mundo da Fifa de 2014. No site, o internauta encontra, por meio de fotos e imagens, a evolução das obras, informações sobre o projeto conceitual da modernização do Mineirão, o porquê da gestão compartilhada, além do andamento das três etapas previstas para a modernização do estádio, dados, partidas e imagens históricas da construção, que completou 45 anos em 5 de setembro de 2010.

Fonte: Agência Minas

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: