Copa de 2014 deverá consolidar Minas Gerais como o Estado da inovação

Secretário Alberto Portugal durante palestra sobre a Copa 2014. Foto José Carlos Paiva/Secom MG

O presidente do Núcleo Gestor das Copas do Governo de Minas, Tadeu Barreto, acompanhado do presidente do Comitê Executivo Municipal, Tiago Lacerda, apresentou nesta sexta-feira, dia 8, durante a 6ª edição da Inovatec – Feira de Inovação Tecnológica de Minas Gerais, o projeto de Minas para a Copa 2014.

“O Brasil é mais do que o país do futebol e do carnaval. A Copa do Mundo é a oportunidade para apresentar para o mundo o nosso potencial, a nossa capacidade de inovar em diversas áreas. Será também uma ótima chance para que nós, mineiros, mostremos para o mundo que somos o estado da inovação, sobretudo em relação à eficiência, à qualidade, à pesquisa, à gestão pública”, afirmou Tadeu Barreto.

Para ele, um dos exemplos de inovação é o projeto de modernização do Novo Mineirão. O Governo de Minas Gerais lançou um edital de gestão administrativa com o objetivo de atrair a iniciativa privada para a terceira fase de obras e gestão do estádio. “Por meio desse modelo, o Estado mantém sua capacidade de endividamento e pode destinar os recursos públicos, sempre escassos em função das enormes demandas sociais, por exemplo, para projetos nas áreas de saúde, segurança, educação”, destacou Barreto.

De acordo com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Alberto Portugal, a Inovatec elegeu em 2010 dois temas centrais: a energia limpa e a Copa 2014. Para Portugal, o mundial de futebol vai impor grandes desafios para pesquisadores, institutos e empresas e deverá unir as duas temáticas: a busca de uma Copa do Mundo sustentável. Segundo o secretário, essa poderá ser uma das grandes contribuições do mundial de futebol da Fifa no Brasil.

Estratégia integrada

O Governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte decidiram por uma apresentação em conjunto do Projeto Copa 2014. A decisão é resultado do modelo de governança do projeto em Minas Gerais. Governo do Estado e Prefeitura trabalham de forma integrada, na busca da aplicação racional de recursos e de resultados que se transformem em benefícios permanentes para a sociedade.

A apresentação abordou temas como o significado da Copa do Mundo Fifa, a organização de Minas Gerais e de Belo Horizonte, o projeto arquitetônico do Novo Mineirão, o Programa de Proteção à Marca da Fifa, iniciativas e projetos de mobilidade urbana, os desafios e projetos nas áreas de hotelaria e eventos, além dos desafios e oportunidades e resultados esperados com a realização da Copa 2014.

Durante a palestra, Barreto frisou a importância que o evento Copa do Mundo Fifa terá para o país e principalmente para Minas Gerais. De acordo com estudo feito pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da UFMG, a expectativa é de que o Produto Interno Bruto (PIB), especialmente em Belo Horizonte, tenha aumento de 1% por ano até 2014, crescimento acima do esperado para o país que é de 0,69%. “Mas esses são números preliminares. A partir do ano que vem certamente teremos um detalhamento de dados em relação a cada segmento da economia”, destacou Barreto.

Fonte: Agência Minas

 

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: