Ouça: entrevista de Anastasia após o debate da Alterosa

 

Abaixo, transcrição de trechos da participação de Anastasia no debate

(SEM REVISÃO)
 
Valorização dos servidores X promessas demagógicas
Conseguiremos, desde o início do governo, realizar grandes eventos na área da educação. Colocamos em dia o pagamento, colocamos em dia o 13º salário, criamos adicional de produtividade, fizemos o plano de carreira, criamos o adicional de escolaridade, vários benefícios foram feitos. Além disso, reformamos as escolas e fizemos uma grande inovação na metodologia da educação pública em Minas Gerais. Tanto assim, que o Ministério da Educação deu a Minas o primeiro lugar no Ensino Básico. O que há, na verdade, são segmentos que têm posição ideológica e política, o que é natural e próprio da democracia. Lamentavelmente agora, no momento das eleições, aqueles que nunca se preocuparam com educação, jamais falaram nada em relação à educação, nunca deram uma aula, nunca visitaram uma escola, surgem como paladinos da educação. É triste ver isso. Na realidade é como se fosse uma demagogia. Nós temos muita tranqüilidade e sabemos que os professores e todo o pessoal da educação são testemunhas do nosso esforço e de nosso compromisso, de continuarmos avançando com a educação em Minas Gerais.  Como professor, filho e neto de professoras, eu tenho esse compromisso e vou fazer muito mais do que já foi feito nesses últimos anos.
A partir de janeiro, temos uma mudança na legislação, 40% de reajuste concedido. Os salários não são os melhores, é verdade, mas avançaram muito e tenho certeza que nos próximos nós vamos conseguir, com a política séria e verdadeira, avançar muito mais.
 
Investimentos na saúde
Os mineiros têm observado como a saúde pública no Estado aumentou, como ela foi descentralizada, como ela está mais próxima das pessoas. Nós criamos nesse período 1.600 unidades básicas de saúde. Nós temos hoje em Minas o maior programa de saúde da família do Brasil. Nós conseguimos com a Farmácia de Minas aumentar de 300 milhões de unidade de remédios para 1 bilhão de unidades de remédio. Nós conseguimos, com o ProHosp, reequipar, reformar 130 hospitais por Minas Gerais afora. Tudo foi feito? Não. Nenhum governo consegue. Mas mostramos o caminho, temos o diagnóstico, vamos continuar investindo e é claro quanto mais nós conseguimos aproximar a saúde das pessoas, nós teremos essa melhoria. É bom lembrar que é um sistema único: estados, municípios e União federal. Todos juntos a favor da saúde pública que de fato é uma prioridade absoluta e será também para mim no meu próximo mandato. 
Nos últimos oito anos, os investimentos em saúde aumentaram em Minas 720%. É muito. Não é o suficiente ainda, é verdade. Vamos continuar fazendo, mas com realidade. Estamos descentralizando e fazendo os hospitais regionais, em parcerias com as prefeituras. A saúde necessita disso. Da união de todos os esforços e permitir que as pessoas sejam cuidadas próximas de sua casa. É a nossa prioridade.
 
Ipsemg e os escândalos envolvendo os Correios
De fato, o Ipsemg é importantíssimo e nosso governo fez grandes investimentos no Ipsemg. Recebemos o Ipsemg depois de uma crise de muitos anos, mais de dez anos, sem investimentos. E o que nós fizemos? Iniciamos um processo também de interiorização, exatamente mediante convênios, com hospitais pelo interior, que não tínhamos antigamente e iniciamos a reforma do hospital aqui em Belo Horizonte. Mais do que isso, nós aumentamos o número de consultas e o valor dos investimentos do Ipsemg de maneira abissal. Conseguimos, portanto, uma melhoria no atendimento e conseguimos construir, juntamente com a prefeitura e o governo federal, uma bela parceria, o Centro de Especialidades Médicas, no antigo Cardiominas, que era um esqueleto. Hoje, com bom atendimento, inclusive com o desaparecimento daquelas filas. Há uma melhoria expressiva no atendimento do Ipsemg. Está perfeito? Não. Claro, porque temos que continuar sempre melhorando. Agora, a gestão aplicada no Ipsemg, é uma gestão moderna, uma gestão atualizada e contemporânea e não como a gestão que foi levada nos Correios, que levou ao apagão postal, lamentavelmente pelo Brasil e que levou, na realidade, a uma grave crise, até mesmo política. Esta gestão nós não gostamos. Agora, a gestão do Ipsemg, a gestão de Minas, o modelo do Banco Mundial, essa nós aplaudimos. Inclusive, porque outros estados vêm aqui, copiar o nosso modelo e reconhecendo as nossas vantagens.
O apagão postal dos Correios, na realidade, não é invenção minha. Está nas palavras do presidente da República e do ministro da Controladoria Geral da República da União, que disse textualmente em entrevistas em todos os jornais esta semana, que durante cinco anos o órgão que mais o preocupou foi exatamente os Correios, em razão das crises sucessivas que aconteceram. Esse modelo nós não queremos em Minas Gerais.
 
Falta de investimento do governo federal no metrô de Belo Horizonte
Nós todos sabemos que o transporte coletivo depende de várias formas. Uma delas é o metrô, outra são os ônibus, os veículos rápidos estão sendo feitos em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte. No caso do metrô, é bom lembrar, que no momento atual, a responsabilidade do metrô é exclusiva do governo federal, que é dono da empresa do metrô. Então depende dele a iniciativa. Claro, que o Governo do Estado e as prefeituras manifestam seu interesse de ajudar, mas a responsabilidade de alocação dos recursos é do governo federal.
 
Investimentos na segurança
Quando nossa administração começou em 2003, tínhamos 36 mil membros na Polícia Militar. Hoje temos 46 mil. Foram 10 mil novos acréscimos. A Polícia Civil tinha 9 mil membros, hoje tem 10 mil. A Guarda Penitenciária tinha dois mil e hoje tem 12 mil. Os nossos salários são salários colocados em boa posição no ranking. Alguns em melhor posição, da Polícia Militar, alguns da Polícia Civil também, outros nem tão bem assim. Concordo e sou o primeiro a lutar pela melhoria desses salários, dentro sempre é claro da visão da possibilidade do Estado. Mas o mais importante é que as nossas polícias, trabalhando integradas, com muito esforço e com muita competência, com as melhores polícias do Brasil, têm respondido a altura e os nossos índices de criminalidade hoje caíram ao nível de 10 anos atrás. Não estamos satisfeitos com isso. Nosso processo de integração das polícias é um modelo para o Brasil, reconhecido pelo Ministério da Justiça. Vamos continuar avançando, aumentando o efetivo, que nos da a sensação subjetiva de segurança, mais pessoas nas ruas, mais soldados, a Polícia Civil investigando com muita competência para termos o que é mais importante que o cidadão se sinta cada dia mais seguro e bem na sua residência e com sua família.
 
Investimentos na Cultura
De todos os estados da Federação, nós mineiros reconhecemos que Minas, de longe, é o Estado que tem a cultura mais forte. As nossas tradições, a nossa história, a nossa trajetória, a alma mineira é uma alma de cultura. A cultura que é muito importante. Qual é o papel do poder público? Estimular e fomentar a cultura. Ao longo dos últimos anos, do governo Aécio e do meu governo, criamos o Fundo Estadual de Cultura, que não havia. Estamos fazendo o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, descentralizamos as ações da cultura, inclusive com museus da cultura de interior, como o de Salinas, o da cachaça. Ao mesmo tempo, criamos programas específicos para a música, para o cinema, para o teatro e para as artes. Muito foi feito. Claro, sempre aquém do devido, porque a manifestação cultural mineira é riquíssima. Apoiamos, por exemplo, as bandas de música, que são algo tão belo e rico de todos nossos municípios, através da sessão de instrumentos. Vamos continuar fazendo isso. Agora é bom lembrar que quando investimos em cultura, não é só a locação específica na chamada função cultura. Quando conseguimos levar o saneamento, melhoramos as escolas, melhoramos nossos conservatórios estaduais, que foram todos reformados. Quando levamos telefonia celular, quando melhoramos a saúde e a segurança, isso tudo significa de maneira coletiva uma melhora da cultura.  Mas de modo específico, a cultura será uma prioridade fundamental, como já é. E vamos continuar investindo para Minas Gerais mostrar ao Brasil e ao mundo o valor de ser mineiro.
Ninguém acreditava que nós conseguiríamos cumprir com 1% da Ciência e da Tecnologia da Fapemig. Nós conseguimos. Depois de um longo e grande esforço, nós temos, desde 2005, o cumprimento rigoroso disso. Como a cultura, cada vez mais associa também a questão do desenvolvimento econômico, da inclusão social e da participação das pessoas, vamos fazer um esforço para conseguir esse 1,5%, até porque o nosso orçamento está aumentando, estamos recebendo mais recursos exatamente com essas finalidades. 
 
Considerações finais
Eu queria, primeiro, agradecer a todos os mineiros, de todas as regiões que nos acompanham, a sua atenção, a sua participação nesse debate. Eu queria dizer, que já me conhecem. Eu sou aquele candidato que apresenta compromissos, compromissos com as pessoas. Não com as promessas. Eu realizei, ao lado de Aécio, um governo eficiente, honesto, responsável, não de ilusões ou de fantasias. É por isso mesmo que queremos continuar, avançando e inovando em Minas Gerais. Preciso então da sua compreensão e do seu voto. Está na reta final, estamos chegando no dia das eleições. Vamos comparar os candidatos, ver quem apresenta as propostas mais sólidas e tenho certeza que vamos perceber que nossa proposta é aquele que tem condições de se desenvolver melhor em Minas Gerais. Investimos, nesses anos, três vezes mais nas regiões mais pobres do que no resto do Estado. A saúde, a educação e a segurança avançaram muito. Ainda temos muito a fazer, é verdade, mas estamos animados. Muito obrigado por sua atenção, por seu apoio, por seu carinho e por seu voto.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: