Anastasia garante que continuará priorizando revitalização do São Francisco e seus afluentes

Em visita a Januária e Pirapora (foto), Anastasia afirma que Estado manterá sua postura contrária à transposição. Foto Emmanuel Pinheiro

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, afirmou nesta segunda-feira, dia 20, que os investimentos do Governo de Minas para a revitalização do Rio São Francisco superaram os recursos já aplicados pelo governo federal no rio em toda a sua extensão. Anastasia defendeu que as ações para a recuperação do Velho Chico são mais importantes e urgentes que os projetos do governo federal de transposição das águas. O governador visitou nesta segunda-feira os municípios ribeirinhos de Januária e Pirapora, Norte de Minas, junto com os candidatos ao Senado Federal, o ex-governador Aécio Neves e o ex-presidente Itamar Franco

Até o momento, cerca de R$ 1,4 bilhão do Governo do Estado já foram investidos em ações para a revitalização da bacia do São Francisco e tratamento do esgoto no trecho mineiro. Já o governo federal prevê R$ 1,3 bilhão para obras de revitalização em toda a extensão dos 2,7 mil quilômetros do rio, conforme previsão do PAC.

“Esperem de mim empenho máximo. Estamos com uma prioridade absoluta na revitalização. O São Francisco é um patrimônio de Minas e do Brasil. Somos radicalmente contrários à transposição do rio, mas totalmente favoráveis a sua revitalização. Já aplicamos, na chamada Linha Azul, uma obra que a Copasa faz a favor da Bacia do Rio das Velhas, maior afluente do Rio São Francisco, recursos de mais de um R$ 1 bilhão, maior do que o governo federal aplica. Então essa prioridade continuará e vamos melhorando a qualidade das águas de toda a bacia do São Francisco.

Em 2004, o Governo de Minas assumiu o compromisso de investir na despoluição do Rio das Velhas, o maior afluente do São Francisco. A Meta 2010 (navegar, pescar e nadar no Rio das Velhas) passou a ser um dos projetos estruturadores da gestão Aécio/Anastasia.

Cerca de 60% dos objetivos já foram alcançados. Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) já confirmaram melhoria da qualidade da água e retorno de peixes em diversos trechos do rio. Em toda a bacia do Rio das Velhas, já são 22 ETEs em operação e 11 estão em obras ou em fase de planejamento. No mês passado, Anastasia e Aécio mergulharam nas águas do rio das Velhas, num trecho despoluído em conseqüência das ações do Governo do Estado.

“O Estado tem uma posição rigorosamente contrária à transposição. Acreditamos que a transposição não vai ter nenhum efeito positivo, vai, na verdade, minar as nossas águas. Estamos acompanhando a situação difícil. Podem ter certeza que a minha posição pessoal, tenho certeza a dos senadores Aécio e Itamar é a mesma, no sentido da defesa intransigente do Rio São Francisco”, afirmou Anastasia.

Plano de Governo
Em agosto deste ano, Antonio Anastasia e Aécio Neves participaram da solenidade de divulgação do balanço da Meta 2010 e do lançamento da Meta 2014 para a revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. O evento, coordenado pelo Projeto Manuelzão da UFMG, reafirmou o compromisso do Governo do Estado em dar continuidade à revitalização da bacia hidrográfica que abrange 51 municípios.

A Meta 2014 faz parte do Plano de Governo lançado por Antonio Anastasia no início do mês. As propostas do governador para os próximos anos incluem a recuperação de áreas degradadas, proteção às nascentes, regularização ambiental das propriedades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas e intensificação da Operação Caça-Esgoto na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Plano de Governo de Anastasia também contempla uma séria de ações para a revitalização de toda a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco em território mineiro. Entre elas estão a contenção de processos erosivos, apoio aos municípios no tratamento de esgoto doméstico e aperfeiçoamento da Rede de Monitoramento de Qualidade das Águas Superficiais e de Sedimentos de Bacia.
 
Apoio popular e de prefeitos

 

Em Januária, Aécio Neves e Antonio Anastasia e Itamar Franco fizeram uma caminhada pelas principais ruas da cidade. Foto Rodrigo Lima

Anastasia, Aécio e Itamar foram recebidos com aplausos no aeroporto de Januária pelo prefeito Maurílio Arruda (PTC) e por várias lideranças de cidades vizinhas, incluindo o presidente da Associação dos Vereadores da Área Mineira da Sudene (Avams), Abelarde Carlos Pimenta. A associação representa cerca de 900 vereadores das 92 cidades que integram a área mineira da Sudene.

Os candidatos participaram de carreata pelas ruas de Januária acompanhados por cerca de 100 carros e dezenas de motos. Ao chegaram à Praça Raul Soares, deram início a uma caminhada e foram cercados por eleitores da cidade que cumprimentaram os candidatos e tiraram várias fotos.

O ex-governador Aécio Neves agradeceu o apoio que vem recebendo da população da região em reconhecimento ao trabalho desenvolvido nos últimos oito anos. Ele disse que a eleição dos candidatos da coligação “Somos Minas Gerais” é fundamental para garantir investimentos para Minas Gerais como o programa Caminhos de Minas, que irá asfaltar 7,6 mil quilômetros de estradas do Estado.

“Cada vez mais, as pessoas, principalmente aqui no Norte mineiro, identificam o governador Anastasia com a nossa ação de governo, mais pessoas tendem a votar em Anastasia. E nós somos um time, que está aqui. Itamar e eu pretendemos estar no Senado ao lado de Anastasia, garantindo investimento para o Caminhos de Minas, porque você sabe que para esses financiamentos externos, eles precisam da aprovação do Senado”, afirmou Aécio Neves.

O prefeito de Januária afirmou que as ações do Governo de Minas nos últimos anos transformaram a realidade do município, com melhoria nas estradas e no bem-estar da população. “Anastasia e Aécio Neves transformaram Januária de uma forma digna, trazendo para nós várias obras estruturantes. Não só o Proacesso, mas o Pró-cidadania, que é trazer para todos um pouco de dignidade de vida, coisa que, infelizmente, há mais de 20 anos Januária estava carente”, afirmou.

O prefeito de Bonito de Minas, José Raimundo Viana (PR), também foi à Januária manifestar apoio à reeleição de Antonio Anastasia. “Anastasia soube juntar a política com a boa administração e é isso que Minas precisa. O Norte tem um povo sofrido e carece de uma administração voltada para as necessidades dessa gente. E Anastasia é o homem que compreende e entende essas necessidades do povo do Norte de Minas”, disse.

O ex-presidente Itamar Franco ressaltou a importância do apoio da população do Norte de Minas e da escolha independente do povo mineiro.  “É com muita alegria que a gente retorna aqui, particularmente agora, juntamente com o governador Anastasia e com o governador Aécio, nessa jornada que estamos fazendo, de tentar mostrar ao povo mineiro que nós é que escolhemos os candidatos, não os outros de fora que escolhem o nosso candidato”, disse o ex-presidente.

O comerciante José Luis Olímpio Fontes acompanhou os candidatos em Januária e defendeu a continuidade de Antonio Anastasia à frente do Governo de Minas. “Voto em Anastasia pela competência, inteligência e pelo bom trabalho com o companheiro Aécio. Principalmente no Norte de Minas, temos muito a dever a esse homem que interligou os nossos municípios. Me sinto orgulhoso em votar em Anastasia”, disse.

Plano de Governo do governador Antonio Anastasia
Propostas e ações para o Meio Ambiente no período de 2011 a 2014

Programa de fomento à economia de baixo carbono
• Estabelecer mecanismos e políticas, articuladas com os setores envolvidos, para reduzir as emissões de gases de efeito estufa;
• Contribuir decisivamente para o funcionamento do Mercado Brasileiro de Emissões, conforme previsto na Política Nacional de Mudanças Climáticas;
• Implementar a inspeção veicular, associada a um programa de incentivo à substituição veicular (profissionais liberais de baixa renda);
•  Ampliar o leque de compras e contratação de serviços sustentáveis;
• Estabelecer programas de eficiência energética e incentivos econômicos para estimular a redução das emissões;
 
Fortalecimento da gestão ambiental
• Consolidar a infraestrutura de hardware e software do Sistema de Informação de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SisemaNET), que reunirá dados de geoprocessamento, instrumentos de gestão e atos autorizativos;
• Investir em formação e capacitação de gestores públicos e privados para o uso das bases de dados e informações ambientais;
 
Meta 2014 – Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas
• Realizar, em articulação com os agricultores, ações de contenção a processos erosivos;
• Recuperar áreas degradadas, dar proteção às nascentes e proceder à regularização ambiental das propriedades rurais;
• Intensificar a Operação Caça-Esgoto na região metropolitana;
• Apoiar os municípios no tratamento de esgotos domésticos.
 
Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco
• Realizar contenção a processos erosivos;
• Apoiar os municípios no tratamento de esgotos domésticos;
• Aperfeiçoar a Rede de Monitoramento da Qualidade das Águas Superficiais e de Sedimentos da Bacia;
• Modernizar o Programa de Monitoramento das Águas Subterrâneas das Bacias dos Afluentes;
• Consolidar a Operação do Sistema de Alerta de Eventos Críticos no Alto Curso do Rio das Velhas.
 
Revitalização das bacias hidrográficas do Estado
• Apoiar a realização de expedições, visando promover a mobilização pelas águas e o envolvimento das populações na gestão da bacia;
• Articular com instituições públicas e privadas a intensificação dos programas de educação ambiental, de contenção de processos erosivos, de proteção a nascentes e de fomento ao tratamento de esgotos domésticos e efluentes industriais.
 
Gestão de resíduos
• Intensificar o Programa Minas sem Lixões, com foco em geração de energia e produção de matéria prima (reutilização e reciclagem);
• Induzir a implementação da gestão compartilhada dos resíduos;
 
Agropecuária e silvicultura
• Estimular a inclusão do produtor rural como produtor de biomassa e fornecedor para usinas de álcool, siderúrgicas, celulose e outros, como alternativa ao modelo de monocultura executado pelas próprias empresas;
• Fortalecer o Programa Bolsa Verde para compensar financeiramente os produtores rurais por serviços ambientais prestados.
 
Aprimoramento do modelo de gestão nas Unidades de Conservação do Estado
• Articular parcerias com instituições públicas e privadas visando à sustentabilidade financeira dos parques e à efetividade da gestão;
• Fortalecer o ecoturismo nos parques já estruturados para receber visitantes;
• Realizar gradativamente a regularização fundiária de áreas correspondentes às unidades de conservação de proteção integral;
• Criar uma rubrica exclusiva na proposta orçamentária para a regularização fundiária das unidades de conservação.
 
Gestão dos recursos hídricos
• Estruturar a Rede de Monitoramento das Águas Subterrâneas;
• Fomentar o aprimoramento tecnológico do monitoramento das águas (qualidade, quantidade e meteorológico);
• Estimular a regularização do uso da água.
 
Municipalização da política ambiental
• Ampliar a base de municípios para expedição do licenciamento ambiental;
• Apoiar os municípios para a estruturação dos sistemas municipais de política ambiental e implantação das 21 agendas municipais.

Tags: , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: