Anastasia garante que manterá parcerias com universidades para desenvolver a economia

Antonio Anastasia reuniu-se com reitores de universidades federais e estaduais para apresentar plano de governo. Foto Marcus Desimoni

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, apresentou aos reitores das universidades de Minas Gerais, na noite desta quinta-feira, dia 9, as propostas do seu Plano de Governo para melhorar a qualidade do ensino superior oferecido pelo Estado e aprimorar a área de ciência e tecnologia em Minas. O encontro foi realizado no prédio da reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e contou com a presença dos reitores da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e Unimontes, de 11 universidades federais e do Cefet-MG.

Durante o encontro, os reitores entregaram ao governador um documento solicitando o compromisso de manter a parceria entre as instituições de ensino superior e o Governo de Minas. O governador respondeu a perguntas dos reitores e destacou a importância das parcerias com as universidades mineiras para agregar valor à produção industrial e desenvolver a economia mineira.

“Temos que aproximar cada vez mais a universidade da produção. Temos que adotar o que já estamos fazendo, que é diversificar a economia mineira e agregar valor aos nossos produtos. Isso tem que ser uma obsessão. Para isso, tem que haver a inovação. Preciso da universidade, do conhecimento. Para agregar valor às pedras ornamentais, por exemplo, precisamos de design e tecnologia. Para isso precisamos da parceria com as universidades e o conhecimento. Os centros e parques tecnológicos criarão ambiente de incubadoras de empresas porque é exatamente esse ambiente que vai garantir um salto muito grande à economia mineira”, afirmou.

O Plano de Governo de Antonio Anastasia, lançado oficialmente nesta quinta-feira, propõe uma política educacional de ensino superior mais próxima do setor produtivo, universidades e centros de pesquisa. O objetivo do Plano de Governo é aumentar a inovação científica e tecnológica dos produtos mineiros, além de ampliar oportunidades de emprego de qualidade. Entre os compromissos assumidos pelo governador para aprimorar o ensino superior no Estado está a estadualização e o aumento da concessão de crédito educativo.
 
Estadualização da UEMG
O governador afirmou que um dos maiores desafios de seu governo será a estadualização gradativa das fundações associadas à UEMG. “O que falta à Uemg é a estadualização plena. Levamos a Monlevade, a Frutal, a Juiz de Fora, a Barbacena, cursos plenos e gratuitos, mas as antigas fundações que se associaram ficaram na figura singular de associadas, recebendo o título de UEMG, mas sem serem UEMG na plenitude. A Unimontes, que já está estadualizada, é parceira do Governo do Estado nas políticas de convivência com a seca, de agricultura familiar, de fomento econômico, de diversidade da produção ficam sempre a cargo de parcerias com a nossa Unimontes”, disse Anastasia.

Outra ação prevista no Plano de Governo de Antonio Anastasia é a criação de cursos de nível superior na Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), de modo a reforçar a qualidade do ensino ofertado pelo Estado. O governador Antonio Anastasia também anunciou o aumento da oferta em Minas de cursos tecnológicos e de especialização em atividades prioritárias para a produção de bens e serviços.

Uma das novidades na área de Ciência e Tecnologia anunciadas por Antonio Anastasia é a criação do Programa Minas Digital, que ampliará o acesso avançado à internet pela população do Estado, em especial para escolas e centros de formação. O governo também irá incentivar a inovação das pequenas empresas e apoiar os sistemas de informação para difundir o uso de novas tecnologias pelos empreendedores. Participaram do encontro os secretários de Estado de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia Gazzola, e de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior, Alberto Portugal.
 
Apoio da comunidade acadêmica
Durante o lançamento do Plano de Governo, nesta quinta-feira, Antonio Anastasia recebeu o apoio de 615 cientistas e professores universitários. Eles entregaram ao governador manifesto de apoio à reeleição do governador e destacaram o compromisso do Governo de Minas em garantir recursos para o desenvolvimento da pesquisa em Minas. Nos últimos oito anos, o Governo do Estado destinou R$ 1 bilhão à Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), recursos duas vezes maior que o recebido pela instituição em duas décadas de atividades dedicadas à pesquisa.

O manifesto foi assinado por representantes de universidades e instituições como Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundação João Pinheiro, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de Viçosa, Faculdade Milton Campos, Universidade Newton Paiva, Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), Universidade Estácio de Sá, entre outras.

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: