“Estão todos indignados com a atitude do Hélio Costa”, diz estudante/blogueiro censurado

O presidente da Juventude do PSDB de Belo Horizonte, Gabriel Sousa Marques Azevedo, afirmou que as tentativas de censura a blogs e conteúdo político na internet e o pedido de sua prisão feito pelo candidato da chapa PMDB/PT, Hélio Costa, configuram tentativas de intimidação por parte do ex-ministro e uma afronta à liberdade de expressão. Estudante de Direito e Jornalismo, blogueiro e autor do blog Amigos do Anastasia, Gabriel Azevedo ficou indignado com o pedido de sua prisão feito por Hélio Costa, no dia 19/08, em razão de ele ter publicado em seu Twitter um link para vídeo que mostra panfleto da Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde Hélio Costa e o ex-presidente Fernando Collor de Mello aparecem juntos. O panfleto foi distribuído pela CUT em Minas nas eleições de 1990.

“Queria deixar claro que isso fica entendido como uma tentativa de intimidação. É isso que o candidato quis fazer. Incomodado com o discurso, com o passado que ele detém, ele tenta inutilmente, através da Justiça, me intimidar. E isso não vai acontecer, porque não vou me calar e vou continuar me expressando livremente como um estado democrático de direito permite”, disse Gabriel Azevedo.

Na tarde desta segunda-feira, dia 23, o presidente estadual do PSDB, deputado Narcio Rodrigues, o ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais e ex-deputado federal, Tilden Santiago, o presidente estadual da Juventude do PSDB, Adriano Faria, e o próprio Gabriel Azevedo divulgaram um Manifesto de Repúdio à Censura, em resposta aos atos do ex-ministro Hélio Costa.
 
Ataque à liberdade
Gabriel Azevedo afirmou que todos ficaram impressionados com as atitudes do candidato Hélio Costa. O jovem estudante de Jornalismo lamentou a atitude do ex-ministro das Comunicações e jornalista por profissão tenha usado de censura na internet.

“Estão todos impressionados e indignados com a atitude do Hélio Costa. Primeiro, porque ele é um jornalista e um ex-ministro das Comunicações. E isso demonstra um total desconhecimento de como funciona a internet. Segundo, porque é um candidato ao Governo do Estado de Minas Gerais. Eu não sei se ele estava presente quando o Tancredo falou que o nosso primeiro compromisso é com a liberdade, porque sua atitude demonstra visivelmente que ele desconhece a liberdade e a capacidade de expressão que a rede nos proporciona”, disse o estudante.


 
Passado dos candidatos
Tilden Santiago, que também foi diretor da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), lamentou que o jornalista e ex-ministro Hélio Costa não tenha utilizado a internet para prestar aos eleitores os esclarecimentos referentes ao seu passado político. O candidato optou por uma ação judicial contra a divulgação do vídeo no YouTube.

“É lamentável esse fato. O ministro não precisava colocar na sua biografia esse título de censor da internet, sobretudo ele que como ministro das Comunicações tanto insiste na importância e na ampliação do uso da internet”, disse Tilden. E completou: “Acho muito estranho que ele não tenha utilizado os meios de comunicação, com a facilidade que ele chega, para explicar porque andava com Collor, porque representava Collor e PC Farias em Minas Gerais naquela época”.
 
Histórico de censura
No dia 03/07, Hélio Costa entrou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com uma ação contra o site de exibição de vídeos YouTube, pedindo a retirada do ar de uma animação onde ele aparecia pilotando uma nave espacial. A ação pedia ainda aplicação de multa contra o estudante por ter veiculado a animação no seu blog. O TRE suspendeu o vídeo no YouTube, mas julgou improcedente o pagamento da multa calculado em até R$ 100 mil.

No dia 17/08, o Blog do Noblat, do jornalista Ricardo Noblat, postou o vídeo do YouTube onde Hélio Costa e Fernando Collor apareciam juntos. Na época, o ex-ministro era candidato ao Governo de Minas e a CUT lembrava do apoio de Hélio Costa a Fernando Collor nas eleições presidenciais de 1989.

Gabriel Azevedo, então, publicou em seu blog um link para que as pessoas pudessem acessar o vídeo no site do jornalista. Novamente, Hélio Costa conseguiu a retirada do vídeo do YouTube por uma liminar judicial, mas não o fez contra o blog do jornalista, que ainda mantém o vídeo publicado.

Em seguida, o ex-ministro solicitou à Justiça que o estudante Gabriel Azevedo fosse preso por novamente indicar em seu twitter um link para o blog do Noblat. Após a denúncia de tentativa de censura feita durante a coletiva, o candidato Hélio Costa afirmou, em nota, ter pedido a retirada da prisão do estudante. 

Veja entrevista do presidente do PSDB/MG, deputado Narcio Rodrigues

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: