Antonio Anastasia é o 1º em Minas Gerais a responder ao Censo 2010

Foto Leo Drumond/Nitro

O governador Antonio Anastasia foi o primeiro cidadão em Minas Gerais a responder o Censo 2010.  Ele recebeu hoje, às 8 horas, a pesquisadora do IBGE, Vilma Santos Cruz, no Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador. A partir desta semana, 19 mil recenseadores do IBGE visitarão 6 milhões de casas nos 853 municípios.  O governador Antonio Anastasia convocou a todos os mineiros a participar do Censo 2010. Ele destacou que responder corretamente à pesquisa é importante para que o Estado conheça a realidade de cada família. São essas informações que são utilizadas no planejamento e na execução de políticas sociais.

“O Censo é importantíssimo para todos nós. É fundamental não só para o governo, mas para a sociedade conhecer uma fotografia do Brasil. O questionário é muito simples. Respondi com muita rapidez. Queria fazer um apelo para todas as pessoas receberem bem os recenseadores, que estão uniformizados e bem treinados. Responder o Censo é importante para o futuro do Brasil e, naturalmente, de Minas Gerais”, disse em entrevista após responder as perguntas do IBGE, nesta segunda-feira, dia 2.

O Censo faz um levantamento de todas as características das famílias, como nível de renda, escolaridade, relações de parentesco, cor e raça e religião, além do número de habitantes de cada cidade, entre outros. Os recenseadores podem aplicar dois tipos de questionário. Todos os entrevistados respondem a um questionário básico que dura em média dez minutos para responder 38 questões. Alguns domicílios serão escolhidos de forma aleatória para responder a um questionário mais completo, com 109 perguntas e um tempo médio estimado de 30 minutos para resposta. A entrevista do Censo é registrada em um computador portátil e os dados são criptografados para garantir o sigilo das informações.
 
Planejamento de políticas sociais
O governador Antonio Anastasia afirmou que as informações do IBGE são fundamentais ao planejamento das políticas sociais em todo o país. Segundo ele, os dados do IBGE foram importantes para que o Governo de Minas identificasse os problemas de cada região do Estado e planejasse as ações que mudaram a realidade social de Minas.

“Nosso governo é um governo com base em planejamento. Tudo que fizemos a partir de 2003, no início do primeiro mandato do governador Aécio Neves, teve por base as informações do IBGE e da Fundação João Pinheiro. Tivemos um plano de desenvolvimento integrado cujo fundamento é exatamente melhorar o IDH, que é o Índice de Desenvolvimento Humano, com base nas informações que o IBGE levanta. Qualquer governo, só terá êxito e sucesso se ele tiver planejamento. Para ter planejamento, precisamos de informações confiáveis. E a informação confiável, ela vem do Censo”, explicou o governador.
 
Resultados
A pesquisa do Censo 2010 será realizada em três meses. A partir de dezembro, dados preliminares serão divulgados, com o número de habitantes por município, quantos vivem nas áreas urbana e rural. Já os dados oficiais serão conhecidos pela população a partir de março de 2011.

A recenseadora do IBGE Vilma Santos Cruz, que entrevistou o governador Antonio Anastasia, informou que os pesquisadores não deixarão nenhuma casa sem ser visitada. “O recenseador está preparado para ir a essa residência, seja de manhã, à noite, nos finais de semana. Nós vamos estar à disposição para as pessoas irem respondendo”, explicou.

O Censo também pode ser respondido pela internet. Neste caso, o pesquisador precisa entregar pessoalmente, na casa do cidadão, um envelope com uma senha para que o entrevistado tenha acesso ao site do questionário. O questionário do Censo atende a recomendações internacionais e trará perguntas capazes de verificar as transformações sociais desde a realização do Censo 2000.

Confira, abaixo, entrevista do governador Antonio Anastasia.

O senhor foi o primeiro a responder as perguntas. Há alguma complicação em responder, até para alertar a sociedade que pode responder sem medo?
Em primeiro lugar eu queria registrar a importância do Censo. É algo fundamental, para não só o governo, mas para a sociedade conhecer uma fotografia do Brasil. Então o censo é algo importantíssimo para todos nós. O questionário é muito simples. Respondi com muita rapidez. Os recenseadores estão extremamente bem treinados. Recebi aqui a nossa Vilma, que foi muito distinta e com grande habilidade. As respostas são simples, são importantes. Então eu queria aqui como governador de Minas fazer um apelo, um pedido para todas as pessoas receberem bem os recenseadores, que estão uniformizados e bem treinados. E responderem o Censo, que é fundamental, pelo Estado inteiro. É importante para o futuro do Brasil e, naturalmente, de Minas Gerais. E aproveitar para cumprimentar o IBGE por esse trabalho, que eu já percebo que está, como sempre, de altíssima qualidade.
 
No último Censo de 2000, que mudanças ou quais estratégias foram pensadas para o Governo nesses dez anos e, a partir do Censo de 2010, o que pode ser feito com base nesses dados?
Na realidade nosso governo é um governo com base em planejamento. Por isso mesmo, tudo que nós fizemos a partir de 2003, no início do primeiro mandato do governador Aécio Neves, teve por base as informações. Informações do IBGE, as mais importantes, informações da Fundação João Pinheiro, informações em geral. Nós tivemos um plano de desenvolvimento integrado cujo fundamento é exatamente melhorar o IDH, que é o Índice de Desenvolvimento Humano, com base nas informações que o IBGE levanta. Então é muito importante que o nós tenhamos as informações atualizadas para saber o que funcionou, o que não funcionou, o que temos que melhorar. As pessoas vão perceber que nas respostas que darão, e eu vi agora, que o Censo está muito bem feito, ele é abrangente. Ele alcança as questões de instrução, de mobilidade urbana, de saúde, renda. Então é muito importante que haja essas respostas, que com base nisso.  os governos  federal, estaduais e municipais vão poder fazer o seu planejamento. Verificar onde estão as fraquezas, onde estão as potencialidades e fazer um trabalho planejado. Porque o governo, ou qualquer governo, só terá êxito e sucesso se ele tiver planejamento. Hoje no mundo isso é imprescindível. E para ter planejamento, nós precisamos de informações confiáveis. E a informação confiável, ela vem do Censo.
 
Dá para falar o que ainda ficou por fazer, o que não deu certo, com base no Censo de 2000 e nesses sete anos de governo?
Na realidade o que nós temos é um processo contínuo de aprimoramento. As políticas públicas, todas elas, nunca estarão perfeitas. Elas nunca vão estar concluídas. Elas sempre precisam de mais: educação, saúde, segurança pública, habitação. Então nós sempre temos necessidade de novos avanços. Eu posso dizer que, felizmente, no nosso grande balanço ao longo desses últimos anos, nós avançamos em todos os setores. Mas também em todos os setores nós temos novas necessidades. Por isso a importância dessa idéia da continuidade que nós pregamos, sempre com avanços, com objetivo de nós lançarmos sempre com base em governo que tenha uma prioridade nas informações, com questões técnicas bem fundamentadas e bem amparadas.
 
Qual a área, qual o setor que ficou devendo um pouco mais?
Não posso dizer, até como homem de planejamento que sou, se há algum setor em Minas que ficou devendo um pouco mais ou não. Mas eu acho que nós devemos sempre insistir na muito na área da saúde pública porque a saúde sempre tem a chamada demanda infinita. Quantos mais nós melhoramos a saúde, mais a demanda ocorre. E é sempre aquele segmento que é mais solicitado, reclamado e pedido pelas pessoas, na medida em que lida com aquilo que é mais importante que é exatamente a nossa vida. Então a saúde é sempre uma prioridade. E ao lado dela, a educação que sinaliza sempre com o futuro. Então saúde e educação são sempre as prioridades fundamentais de qualquer governante sério.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: