Coordenadores dos planos de governo de Anastasia e Serra discutem Agenda Minas/Brasil

A reunião aconteceu na sede do PSDB/MG e foi aberta pelo deputado Narcio Rodrigues, presidente dos tucanos mineiros. Foto Leo Drumond

As propostas dos candidatos do PSDB à Presidência, José Serra, e à reeleição no Governo de Minas, governador Antonio Anastasia, estão cada vez mais afinadas. Uma agenda comum, que ganhou o nome de Agenda Minas/Brasil, começou a ser elaborada nesta terça-feira, dia 20, em Belo Horizonte, em reunião que contou com a presença dos coordenadores dos planos de governo das duas campanhas, ex-deputado e ex-secretário de Meio Ambiente do Governo de São Paulo, Xico Graziano e o professor e sociólogo Cláudio Beato, além de membros da executiva do partido.

No encontro, ficou decidido que programas adotados com êxito pelo Governo de Minas deverão integrar a plataforma de governo de Serra, como, por exemplo, o  Fica Vivo!, programa de prevenção à violência em áreas de risco de Belo Horizonte e cidades-pólo do Estado. Em contrapartida, velhas reivindicações dos mineiros, como o metrô da capital e o rodoanel, receberão atenção especial no plano de governo coordenado por Xico Graziano. Também ficou estabelecido que o candidato ao Planalto virá ao Estado pelo menos uma vez por semana, até o final da campanha.

“O Serra veio a Minas na semana passada. Voltou. Na semana que vem, a agenda dele é em Minas de novo. Minas não é importante para José Serra: é para o Brasil. Então, o Serra tem que dar muita atenção”, disse Graziano.  E completou, citando alguns exemplos de Minas: “na área de segurança pública, li relatos muito interessantes, assim como na área da assistência social. Alguns programas que foram relatados no que eles chamam, aqui, de uma política social integrada, é exatamente uma das ênfases que o candidato Serra tem que dar ao Brasil como um todo. Uma experiência importante que de Minas pode ser levada para o Brasil”, informou.

Metrô, café e Rio São Francisco
Graziano também pontuou algumas das demandas prioritárias de Minas Gerais, como a valorização da produção nacional de café e o metrô de Belo Horizonte. A revitalização do Rio São Francisco, tema regionalmente e nacionalmente relevante, também receberá destaque na campanha à presidência.

“Nós discutimos, por exemplo, a questão do café. Minas é o maior produtor nacional de café e, obviamente, é preciso ter alguma política especial para com o café de Minas Gerais. As questões ligadas ao setor de transporte também. O metrô de Belo Horizonte, sabidamente, é algo que não pode continuar parado deste jeito. Então, é uma agenda específica de Minas, que vai fazer parte do programa de governo do José Serra”, afirmou.

Programas regionalizados
A ideia dos coordenadores das campanhas é construir uma proposta casada, que aglutine temas que sejam de interesses comuns. Ao mesmo tempo, eles querem trocar experiências exitosas que possam ser transplantadas para outros estados e para outras realidades regionais do Brasil.

“A orientação que o José Serra deu à sua equipe é que fizéssemos um programa de governo regionalizado. Existem as teses nacionais sobre saúde, sobre educação, a questão da segurança que valem para o Brasil todo. Mas muitas questões têm que ser tratadas em cada local. Então, o objetivo de minha reunião foi ver quais são as particularidades do estado, qual é a agenda de Minas para com o Brasil”, disse Graziano.

Para Claudio Beato, a união das propostas de Serra e Antonio Anastasia, e a consequente eleição de ambos, poderá equalizar a distribuição de recursos aos estados, o que hoje, segundo ele, é feito de forma ineficiente.

“Minas tem uma história de oito anos desde a construção de um modelo de gestão muito bem avaliado e com resultados em todos os setores, como saúde, economia, educação, segurança, e com diversos programas que podem também ser copiados e transplantados para outras realidades. Mas o que a gente percebe é que a distribuição de recursos entre os estados alinhados com o Governo Federal tem se dado de forma desigual. Naturalmente, o grande fator está aqui dentro, é a capacidade de gerir, de gastar os recursos bem, e isso tem sido feito. Mas sempre um auxílio do Governo Federal é fundamental pela capacidade de mobilização de recursos que ele tem”, completou Beato.

Xico Graziano ainda irá percorrer outros estados do país. Viagens já estão marcadas para o Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso, Santa Catarina e Goiás. Minas foi o primeiro destino escolhido por reproduzir a diversidade do Brasil e pelo grande peso dos mineiros nos resultados das eleições presidenciais.

Assista ao vídeo:

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

3 Respostas to “Coordenadores dos planos de governo de Anastasia e Serra discutem Agenda Minas/Brasil”

  1. vanda de sousa Ribeiro Says:

    Sou professra da PM E da rede estadual de ensino e tenho feito forte campanha para a eleição de AÉCIO/ANASTASIA E QUERO AJUDAR AINDA MAIS
    Abbraços

  2. alexandre carminatti Says:

    josé serra,eu tenho 13 anos mais me interesso muito por política
    e quero saber o que você vai fazer em relação a saúde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: