Governo assina contrato para operação do Aeroporto Regional da Zona da Mata

O aeroporto será uma referência para o transporte de cargas no país. Foto Victor Schwaner / Nitro

O Governo de Minas deu mais um importante passo para o início da operação do Aeroporto Regional da Zona da Mata. Nesta sexta-feira, dia 16, a Secretaria de Transporte e Obras Públicas assinou contrato com a empresa Multiterminas Alfandegados do Brasil que irá operar o aeroporto. Resta apenas a Infraero, órgão do Governo Federal, realizar a transferência da operação para empresa para que o aeroporto comece a funcionar. A expectativa é que isso ocorra em, no máximo, 120 dias.

O idealizador do projeto do Aeroporto Regional da Zona da Mata foi o ex-presidente Itamar Franco, candidato ao Senado pela coligação “Somos Minas Gerais”, que tem o governador Antonio Anastasia como candidato à reeleição. O ex-governador Aécio Neves, candidato à reeleição, durante seus dois mandatos, concluiu as obras do aeroporto. Foram investidos R$ 66 milhões pelo Governo do Estado nas obras.

Implantado entre os municípios de Goianá e Rio Novo, o aeroporto será uma referência para o transporte de cargas no país, atraindo empresas e gerando empregos diretos e indiretos em toda a região. A empresa vencedora da licitação será responsável pela atração e distribuição de cargas, administração, conservação e operação do aeroporto.

Novo pólo econômico

De acordo com o secretário de Transporte e Obras Públicas, João Antônio Fleury, o aeroporto transformará a região em um importante pólo econômico de Minas. Segundo ele, o aeroporto receberá cargas destinadas não só para Minas, mas para outros estados como Rio de Janeiro e São Paulo. A estimativa é de que nos primeiros meses de operação, serão gerados mais de 300 empregos diretos e indiretos.

“É um dos atos mais importantes que conseguimos assinar nos últimos anos. O aeroporto vai funcionar como um hub logístico onde teremos cargas que vão atender Minas, Rio de Janeiro e São Paulo, e criar uma nova perspectiva para a região. A ideia é transformar o terminal em um pólo de importação e exportação e de transporte de cargas interestaduais. Vamos criar um hub logístico que só tende a crescer com o crescimento do Estado e do país, e a região vai crescer junto”, disse o secretário.

Localização privilegiada

O diretor da Multiterminas, Ricardo Veiga, ressaltou que a região dispõe de grande potencial de crescimento, principalmente, por sua localização. Ele ressaltou que a construção do aeroporto foi uma estratégia acertada do Governo do Estado.

“A localização geográfica é o fator fundamental. Estamos equidistantes de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória e até São Paulo. O aeroporto não tem vício nenhum. Então, vamos ter a oportunidade raríssima de começar do zero, com planejamento. O conceito não é só de um aeroporto. É de se instalar empresas e desenvolver a região”, disse o executivo da empresa.

Incentivo do Estado

Ricardo Veiga destacou os incentivos fiscais concedidos pelo Governo de Minas para empresas se instalarem na Zona da Mata. Segundo ele, isso vai facilitar a atração de negócios e a geração de milhares de empregos na região. O contrato com a Multiterminais é de 12 meses, prorrogáveis por mais até 48 meses, no valor de R$ 6,3 milhões, ao ano.

“O Governo de Minas, a cerca de um ano, equalizou as condições de atração de empresas através de benefícios fiscais. Isso será muito importante para a região. Com essa medida, e as facilidades de integrar o aeroporto em uma cadeia logística, a possibilidade de atração de novas indústrias é muito boa”, disse Vega.

Mais investimentos

O Governo de Minas ainda realizará importantes obras de melhorias no Aeroporto Regional da Zona da Mata. No próximo dia 23 de julho, o Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop) receberá propostas, por meio de licitação pública, para a realização de obras como remoção de obstáculos naturais no plano da zona de proteção do aeroporto (retirada do morro), conformação de áreas dentro do aeroporto com a implantação de área de segurança no final da pista nas duas cabeceiras e implantação de área de giro para aeronaves em uma das cabeceiras.

Todas as intervenções visam melhorar a condição operacional do aeroporto, possibilitando o pouso de aeronaves de carga e vôos noturnos com aviões de grande porte. O edital está à disposição dos interessados no site www.deop.mg.gov.br.

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: